Correio do Minho

Braga,

- +
Zorro pronto para um novo desafio e com a garra de sempre
Póvoa de Lanhoso: Reactivar a economia e melhorar condições sanitárias são prioridades

Zorro pronto para um novo desafio e com a garra de sempre

Braga investe 700 mil euros na aquisição de equipamento informático para as escolas do Concelho

Zorro pronto para um novo desafio e com a garra de sempre

Desporto

2020-06-28 às 06h00

Carlos Costinha Sousa Carlos Costinha Sousa

Luís Viana, um dos mais reconhecidos hoquistas portugueses da actualidade, falou da sua carreira, da paragem da modalidade motivada pela pandemia, do futuro do hóquei em patins nacional e das suas próximas metas, objectivos e desafios.

Ganhou a alcunha em Itália. E Zorro, como é conhecido no mundo do hóquei em patins, é neste momento um dos mais emblemáticos jogadores portugueses da actualidade. Também um dos mais experientes e com mais longa carreira. Luís Viana é uma referência no hóquei em patins nacional e continua “com força nos patins” para continuar a deslumbrar nos rinques nacionais.
A caminho de mais uma época, o jogador de 43 anos falou ao Fórum de Desporto sobre os dois novos desafios que vai enfrentar em 2020/2021: jogar nos seniores do Valença Hóquei Clube na II Divisão Nacional e treinar os seniores da Escola Desportiva de Viana, na III Divisão Nacional. Uma dupla experiência que promete ser difícil, mas que não o assusta e que só o faz apresentar-se com a garra que sempre o caracterizou.

Uma longa carreira de 35 anos de ligação ao hóquei em patins foi interrompida, na temporada 2019/2020, pela pandemia de Covid-19, que levou a uma paragem longa, mas em que não se deixou abater nem parar. Agora, Zorro - alcunha que conquistou em Itália - já está pronto para os novos desafios depois de ter cumprido vários sonhos no hóquei em patins, de ter ganho praticamente tudo o que há para ganhar, mas mantendo sempre a vontade de jogar, a ambição de ganhar e os objectivos de ajudar as equipas que vai representar na nova época, como jogador e também como treinador.

Aos 43 anos, Luís Viana não pensa ainda em encerrar o ciclo enquanto jogador. Vê-se e sente-se bem e admite que, enquanto assim se sentir, não vai parar de jogar e de tentar ajudar as equipas que representar. “Confesso que ainda não penso em pendurar os patins. Mas para mim acho que vai ser algo muito natural. Vejo essa situação da seguinte forma: enquanto me sentir bem fisicamente, com capacidades para estar a este nível e sentir que ainda continuo a ter influência, que continuo a ajudar, então vou continuar a jogar. No dia em que já não sentir essas capacidades, então aí digo adeus à carreira de jogador, pelo menos a este nível”, afirmou Luís Viana.

“Estamos apreensivos e na expectativa para ver como vai correr”

“Não sei bem ainda como vai ser a retoma da competição no hóquei em patins. Se não aparecer uma vacina ou uma outra terapêutica vai ser complicado. Ainda por cima fala-se de uma possível segunda vaga, que poderá aparecer até mais ou menos na mesma altura em que recomeçam as competição... Estamos todos um pouco apreensivos e com expectativas para saber como vai correr.”
“A parte da patinagem, dos movimentos técnicos acaba por se recuperar ao fim de poucas semanas, porque é algo que já fazemos há muito tempo. O problema maior é a questão muscular, porque em cima dos patins trabalhamos músculos que não conseguimos trabalhar em cima de sapatilhas. Penso que esse será o maior problema e que pode levar a que o chegar à melhor forma física possível demore um pouco mais tempo do que o que habitualmente demora, na preparação de uma nova temporada.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho