Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Vítima de despiste encontrada por ciclistas em ravina
Câmara de Braga investe 340 mil euros na reabilitação de solos e linhas de água

Vítima de despiste encontrada por ciclistas em ravina

Município de Braga apoia associações para acabar com colónias descontroladas de gatos

Casos do Dia

2018-08-29 às 06h00

Teresa M. Costa

Vítima mortal foi encontrada ontem por ciclistas na Caniçada, em Vieira do Minho. Homem de 32 anos terá sido cuspido após despiste e queda em ravina junto à Estrada Nacional 304. A GNR investiga.

Um homem de 32 anos foi ontem encontrado sem vida numa ravina na Caniçada, em Vieira do Minho, a vários metros da sua própria viatura que terá entrado em despiste e resvalado.
O corpo foi encontrado por ciclistas que ontem desciam para a vila do Gerês pela Estrada Nacional 304 e deram o alerta.
Tudo indicia que o homem de 32 anos terá sido cuspido quando a sua viatura se despistou e caiu pela ravina.

Não há certezas da hora do acidente, mas sabe-se que a vítima - pedreiro de profissão - contactou o patrão, anteontem de manhã, a avisar que estava atrasado porque teria adormecido. Eram 7.55 horas e a vítima nunca chegou ao posto de trabalho. Tudo indicia que o despiste mortal ocorreu a caminho do trabalho.
O homem residia com os pais e uma irmã na freguesia onde foi encontrado sem vida e pela família terá sido visto, pela última vez, na noite de domingo.
Dado o alerta às 12.05 horas de ontem, foram accionadas duas ambulâncias dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho e da Póvoa de Lanhoso e a GNR de Vieira do Minho.
A vítima foi retirada do local, a cerca de 20 metros da estrada, pelos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho com auxílio de uma maca de resgate.

O corpo foi transportado para o Gabinete Médico-Legal do Hospital de Braga para ser autopsiado, o que ajudará a desvendar a causa da morte.
As circunstâncias da morte estão a ser apuradas pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) do Destacamento de Trânsito de Braga cujos militares recolheram vestígios, ontem, no local.
A viatura da vítima ainda resvalou mais pela ravina, apurou o ‘Correio do Minho’.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.