Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Vila Nova de Famalicão: Dead Combo regressam em maio à Casa das Artes
Milhares de peças do espólio do fotógrafo José Manuel Dias entregue à Câmara Municipal de Viana do Castelo

Vila Nova de Famalicão: Dead Combo regressam em maio à Casa das Artes

Braga já tem partilha de trotinetes

Vila Nova de Famalicão: Dead Combo regressam em maio à Casa das Artes

Vale do Ave

2016-04-28 às 20h07

Redacção Redacção

É com um espetáculo inteiramente novo que no próximo dia 13 de maio os Dead Combo vão subir ao placo do grande auditório da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. O concerto, que marca o regresso da banda portuguesa à sala de espetáculos do concelho famalicense, é um dos principais destaques da programação de maio da Casa das Artes.

É com um espetáculo inteiramente novo que no próximo dia 13 de maio os Dead Combo vão subir ao placo do grande auditório da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. O concerto, que marca o regresso da banda portuguesa à sala de espetáculos do concelho famalicense, é um dos principais destaques da programação de maio da Casa das Artes.

Desta vez, Tó trips e Pedro Gonçalves apresentam-se em palco acompanhados por um naipe de cordas (violoncelo, viola de arco e violino), para um espetáculo que musicalmente vai desconstruir e despir as músicas dos Dead Combo para um formato acústico.

Um concerto que convida os admiradores da banda a mergulharem num imaginário único, num espetáculo que promete ser também marcante e prometedor do ponto de vista cénico.

Mas o rol de concertos para maio não se esgota aqui. O mês abre com a atuação de Chris Eckman. O vocalista da banda norte-americana “Walkabouts” atua no café-concerto da Casa das Artes a 6 de maio, sexta-feira, e prepara-se para apresentar em Famalicão o seu primeiro registo a solo - “Harney County”. Na mesma sala, mas no dia 14, destaque para o concerto dos Dan Riverman, banda portuense composta por Dan Alves, Rui Materazzi, Mike Peixoto, Bruno Macedo e Jonas Araújo.

Na música destaque ainda para o fado de Ricardo Ribeiro, que atua na Casa das Artes a 21 de maio. Na bagagem, o fadista traz o seu quarto álbum de originais, “Hoje É Assim, Amanhã Não Sei”, editado pela Warner Music no início de abril. Antes do concerto, refira-se que o fadista falará sobre “O sucesso da internacionalização do fado”, numa conferência marcada para as 21h00, no grande auditório.

A apresentação de “Antes que matem os elefantes” de Olga Roriz é outro dos pontos altos da programação de maio do espaço cultural famalicense. A conceituada coreógrafa portuguesa regressa a Famalicão no dia 28 de maio, com um espetáculo de dança que criou como alerta para uma reflexão coletiva sobre o conflito na Síria.

No teatro, destaque para a apresentação da peça “Coro dos Maus Alunos”. Um espetáculo de Tiago Rodrigues, coproduzido pela ACE Famalicão e a Casa das Artes, em cena no grande auditório nos dias 6 e 7 de maio.

Por fim, o cinema, que continua a ser uma das grandes apostas do espaço cultural famalicense. “A força da verdade”, “O Panda do Kung Fu 3” e “Batman VS Super-Homem: O despertar da justiça”, são algumas das propostas cinematográficas para este mês de maio.

Recorde-se que para os portadores do Cartão Quadrilátero Cultural, e em alguns casos para estudantes, o preço dos espetáculos na Casa das Artes reduz para metade. Mais informações no site oficial do espaço cultural famalicense, em www.casadasartes.org.

*** Nota da C.M. de Vila Nova de Famalicão ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.