Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Vieira de Castro e Clara Calheiros disputam reitoria da UMinho
Famalicão: YMotion exibe mais de 250 curtas-metragens

Vieira de Castro e Clara Calheiros disputam reitoria da UMinho

Médio Oriente é um território de oportunidades para empresas

Vieira de Castro   e Clara Calheiros disputam reitoria da UMinho

Ensino

2021-09-23 às 07h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

ACTUAL reitor conta com oposição na eleição agendada para o final de Outubro. Uma terceira candidadura foi rejeitada pela comissão eleitoral.

Rui Vieira de Castro e Maria Clara Calheiros de Carvalho disputam, no dia 27 de Outubro, a eleição para reitor da Universidade do Minho. O actual titular do cargo conta com a concorrência da ex-presidente da Escola de Direito da Universidade do Minho. No dia 26 do próximo mês, realiza-se a audição dos dois candidatos no Conselho Geral, órgão que elege o responsável máximo da Universida- de.
Ontem, a presidente da comissão eleitoral e do Conselho Geral, Joana Marques Vidal, informou a comunidade académi- ca que foram admitidas provi-soriamente as candidaturas de Rui Vieira de Castro e de Maria Clara Calheiros de Carvalho, tendo sido rejeitada, por não preencher os requisitos legais exigidos, a candidatura apresentada por Luís Pedro Sarmento Esteves.
Maria Clara Calheiros de Carvalho é professora catedrática da Escola de Direito da Universidade do Minho, onde cumpre carreira profissional desde o ano de 1997.
Licenciou-se na Universidade de Coimbra e concluiu doutoramento na Universidade de Santiago de Compostela. Em 2014, fez agregação em Ciências Jurídicas Gerais pela Universidade do Minho.
A recandidatura de Rui Vieira de Castro, professor catedrático do Instituto da Educação, a um novo mandato reitoral de quatro anos, já tinha sido anunciada há meses pelo próprio.
Em 2017, foi eleito sem oposição, com 19 votos a favor e três brancos.
Desta feita, e atendendo aos resultados das eleições para o próprio Conselho Geral, realizadas em Março, que ditaram um empate entre a lista afecta ao actual reitor e uma lista alternativa, liderada por Tiago Miranda, da Escola de Engenharia, contará com concorrência clara à liderança da Universidade do Minho.
Durante a última campanha para o Conselho Geral, Tiago Miranda sugeriu a indicação de uma mulher para ocupar a reitoria, tendo mesmo indicado Maria Clara Calheiros Gonçalves como docente e investigadora com perfil para assumir o cargo.
Nas últimas eleições para o órgão que faz a audição dos candidatos a reitor e vota as respectivas candidaturas cada uma da listas concorrentes em representação do corpo de professores e investigadores elegeu seis elementos.
Este grupo profissional da Universidade do Minho tem um peso decisivo na escolha do reitor, uma vez que dispõe de 12 dos 17 membros eleitos do Conselho Geral, órgão que conta com mais seis elementos externos cooptados.
O Correio do Minho apurou que o actual reitor, caso seja reeleito, vai apresentar alterações significativas na sua equipa reitoral, que é composta por quatro vice-reitores e cinco pró-reitores.
A admissão definitiva das duas candidaturas a reitor decorre até ao dia 15 de Outubro, de acordo com o calendário eleitoral.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho