Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Viana do Castelo: Sector do turismo precisa de 50 mil profissionais
Pingo Doce doa cabazes de bens essenciais aos bombeiros de Braga

Viana do Castelo: Sector do turismo precisa de 50 mil profissionais

Câmara de Braga aposta em academia de formação para funcionários das escolas

Viana do Castelo: Sector do turismo precisa de 50 mil profissionais

Alto Minho

2023-06-01 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Jornadas do IPVC discutem o desporto como factor de atracção turística. Carência de mão-de-obra qualificada foi abordada na abertura dos debates.

Citação

O sector do Turismo precisa de com urgência de cerca de 50 mil profissionais para fazer face a um crescimento de actividade que já ultrapassou o volume de negócios pré-pandemia, declarou ontem Paulo Carrança, da Entidade Regional Turismo do Porto e Norte de Portugal, na abertura das V Jornadas de Turismo do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC).
Aquele responsável salientou que o sector turístico opera actualmente com cerca de 30% dos profissionais que tinha em 2019, antes da pandemia de covid 19.
Perante uma plateia constituída maioritariamente por estudantes de Turismo do IPVC, Paulo Carrança apontou a necessidade de mão de obra qualificada no sector, já que só 14% dos profissionais têm formação superior.
O representante do Turismo Porto e Norte de Portugal destacou a ‘Agenda para a Valorização dos Profissionais do Turismo’, recentemente apresentada pelo Governo, composta por 20 medidas para crescer nas qualificações, na atractividade das profissões e no número de profissionais.
Promovidas pelos cursos de Turismo da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPVC, as V Jornadas de Turismo aliam as temáticas do turismo o desporto, com especial destaque para o desporto ‘outdoor’, aproveitando o ‘know how’ da Escola Superior de Desporto e Lazer e o facto de Viana do Castelo ser este ano Capital Europeia do Desporto.
“Sendo Viana do Castelo Cidade Europeia do Desporto, assume particular importância o turismo desportivo nas suas componentes de lazer, competição e capacitação, que aportam aos destinos turísticos, atraindo populações mais jovens e suas famílias, mas também aumentando consideravelmente a qualidade de vida nos respectivos territórios e o posicionamento dos destinos turísticos saudáveis e sustentáveis”, justifica a coordenadora da licenciatura de Turismo, Goretti Rebelo.
Ontem, na sessão de abertura. o presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, destacou que o IPVC “tem capacitado agentes para um destino turístico de qualidade, garantindo experiências de qualidade para quem nos visita”.
O edil alertou que o turismo é um sector “em constante transformação com novos nichos e novos públicos”.
Na mesma ocasião, o delegado regional do Instituto Português do Desporto e Juventude, Vítor Dias, defendeu que ‘Viana do Castelo e o Alto Minho precisam de aproveitar mais as suas características” adequadas para o turismo desportivo.
A ideia foi assumida também por António Curado, pró-presidente do IPVC, que chamou, no entanto, a atenção para “a pressão sobre o ambiente e o mercado imobiliário” provocada pelo crescimento da actividade turística.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho