Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Viana do Castelo embala Portugal para o inédito hexacampeonato
‘Roupa velha’ é rainha da Feira de Natal de Monsul

Viana do Castelo embala Portugal para o inédito hexacampeonato

‘TUB Natal’ e viagens de borla cativam uso do transporte público

Desporto

2018-09-13 às 06h00

Joana Russo Belo

Campeonato da Europa de Sub-20 de hóquei em patins realiza-se, em Viana do Castelo, de 17 a 22 de Setembro. Selecção nacional procura o título de hexacampeã. Luís Sénica quer fazer história.

À procura do inédito hexacampeonato. A selecção nacional sub-20 de hóquei em patins quer conquistar o título de hexacampeã da Europa, em Viana do Castelo, no 51.º campeonato europeu, que vai decorrer, no Pavilhão de Monserrate, na próxima semana, de 17 a 22 de Setembro.
Evento vai reunir 60 atletas, de seis selecções - Portugal, Espanha, Alemanha, Suíça, Itália e Inglaterra - numa organização da FPP - Federação Portuguesa de Patinagem, em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo.
“Estes jovens de grande qualidade estão à beira de fazer, não diria um feito histórico, mas a confirmação do que tem sido o trajecto do hóquei em patins a nível internacional. A nível mundial e internacional nenhum país, nem selecção de nenhum escalão, tem até hoje esta possibilidade. Esperamos que este trajecto difícil possa culminar em Portugal e marcar uma geração importante para o futuro do hóquei em patins”, destacou Luís Sénica, director técnico nacional, deixando uma garantia.

“Tudo faremos para que Portugal saia vencedor desta competição”, frisou o seleccionador.
Considerando Viana do Castelo “uma cidade de hóquei”, Sénica apelou ao público: “necessitamos desse apoio. Necessita- mos que o pavilhão esteja repleto em todos os nossos jogos”.
Presente na conferência, o vice-presidente da federação, Gustavo Sousa, apontou a escolha de Viana do Castelo pelo facto de quererem “descentralizar os eventos”, numa cidade “com grande tradição e que vive o hóquei”, com intensidade. “Nunca nenhuma selecção conseguir fazer seis campeonatos europeus, acho que Viana merecia vincular-se à história”, referiu.
Do lado da autarquia, José Maria Costa falou em “responsabilidade” e “privilégio” pela parceria, considerando ser “o reconhecimento do trabalho que se tem vindo a fazer em Viana do Castelo de promoção desta modalidade e de divulgação do hóquei em patins”. O presidente lembrou ainda que a cidade “dá sorte” e é uma espécie “de talismã” das selecções nacionais de várias modalidades, sendo que o hóquei não é excepção: foi em Viana do Castelo que Portugal venceu, em 2014, a Taça Latina.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.