Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Viana do Castelo aprova reduções de impostos e taxas
Faltam “competências culturais” para ajudar vítimas imigrantes

Viana do Castelo aprova reduções de impostos e taxas

Município sensibilizou alunos para o combate à Covid-19

Viana do Castelo aprova reduções de impostos e taxas

Alto Minho

2020-09-28 às 16h16

Redacção Redacção

Foi aprovado também pela Assembleia Municipal um regime de incentivos à reativação da atividade económica para empreendimentos turísticos, acolhimento empresarial e atividades ligadas à agricultura, florestas e economia do mar. Esta proposta do executivo municipal que foi aprovada prevê um regime de isenções totais das taxas administrativas e taxas de infraestruturas para todas as empresas associadas à atividade económica e reabilitação urbana.

A Assembleia Municipal de Viana do Castelo aprovou por unanimidade a redução do Imposto Municipal Sobre Imóveis (IMI) para apoiar as famílias. A proposta, apresentada pelo executivo municipal de redução de IMI para 0.36% para prédios urbanos representa uma redução de 20 por cento na taxa máxima fixada por lei (0.40%).
O executivo também propôs uma redução adicional do IMI para famílias numerosas, com deduções fixas para o número de dependentes previstos. Assim, para um dependente a dedução fixa é de 20 euros, para dois dependentes de 40 euros, três ou mais dependentes a dedução é de 70 euros.
Foi aprovado também pela Assembleia Municipal um regime de incentivos à reativação da atividade económica para empreendimentos turísticos, acolhimento empresarial e atividades ligadas à agricultura, florestas e economia do mar. Esta proposta do executivo municipal que foi aprovada prevê um regime de isenções totais das taxas administrativas e taxas de infraestruturas para todas as empresas associadas à atividade económica e reabilitação urbana.
O conjunto de incentivos inclui ainda a isenção do IMT (Imposto Municipal sobre Transações Onerosas de Imóveis) para empreendimentos turísticos ou empresariais, tendo ainda sido aprovada a isenção do IMI por 5 anos para empreendimentos turísticos, hotéis ou equipamentos de interesse turístico.
Este conjunto de incentivos integra-se no programa que o executivo municipal apresentou recentemente de acelerar a economia e aumentar o emprego. Este conjunto de medidas visa recuperar e reativar a economia local para consolidar e aumentar o emprego em Viana do Castelo. Para tal, o Município desenhou instrumentos de auxílio fiscal e de atratividade económica que, simultaneamente, permitem o apoio ao reinvestimento das empresas e pretendem atrair novos investimentos.
Estes incentivos, que visam mitigar também os efeitos das medidas de contenção do COVID 19, permitirão relançar a economia, o investimento e o emprego em Viana do Castelo, demonstrando que o concelho é um amigo do investimento, e dando cumprimento ao Plano de recuperação e reativação económica definido para minimizar os impactos na economia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho