Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Viana: Autarquia anuncia apoio comunitário de 10,1 ME para acabar Coliseu
UMinho integra projeto estratégico da Continental

Viana: Autarquia anuncia apoio comunitário de 10,1 ME para acabar Coliseu

Obras de ampliação dos balneários do Celeirós no valor de 280 mil euros inauguradas

Viana: Autarquia anuncia apoio comunitário de 10,1 ME para acabar Coliseu

Alto Minho

2011-07-14 às 16h53

Lusa Lusa

A Câmara de Viana do Castelo anunciou hoje ter garantido um financiamento comunitário de 10,5 milhões de euros para a obra do Coliseu, avaliada em 13,1 milhões, permitindo a retoma definitiva da construção, entretanto suspensa.

A Câmara de Viana do Castelo anunciou hoje ter garantido um financiamento comunitário de 10,5 milhões de euros para a obra do Coliseu, avaliada em 13,1 milhões, permitindo a retoma definitiva da construção, entretanto suspensa.

“Esta aprovação permitirá agora avançar com a obra, sendo esta uma excelente notícia para Viana do Castelo”, sublinha o município, em comunicado, informando que a Autoridade de Gestão do ON2 avalizou este financiamento, que corresponderá a uma comparticipação de 80 por cento do total.

Dos 13,1 milhões de euros previstos para a construção deste equipamento, da autoria de Eduardo Souto Moura, à Câmara de Viana do Castelo corresponderá uma fatia total de cerca de 2,6 milhões.

A autarquia suspendeu a construção em fevereiro, alegando falta de verbas para continuar os trabalhos, numa altura em que tinha já investido mais de seis milhões de euros, apenas com recursos próprios dado que a obra não tinha sido enquadrado em qualquer fundo comunitário.

Os nove restantes autarcas do distrito declararam o “apoio unânime” ao financiamento daquela obra, tendo em conta o “interesse regional” do equipamento, que será gerido em rede e articulado com a gestão dos restantes espaços culturais da região.

A obra foi lançada em 2007, ainda com Defensor Moura na liderança da Câmara, mas sem qualquer garantia de financiamento comunitário.

Agora denominado de Centro Cultural de Viana do Castelo, a obra foi alvo em junho de uma candidatura da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM) à Bolsa de Mérito promovida pela gestão do ON2 e recebeu a confirmação de fundos comunitários, dado o interesse no equipamento demonstrado por todas as autarquias.

“É um ato de solidariedade de todos os municípios que, acima de tudo, reconhecem o interesse da região neste equipamento”, admitiu o presidente da CIM, Rui Solheiro.

Desde a suspensão da construção que, fruto do acordo amigável com o empreiteiro, que a autarquia paga mensalmente 25 mil euros pela manutenção dos estaleiros da obra.

“Dado que o mês de agosto não é muito bom para fazer obras e logo naquela zona [marginal] da cidade, a nossa perspetiva é retomar a obra em setembro”, explicou José Maria Costa, o autarca de Viana.

Nesta altura ainda estão previstos nove meses de trabalho até à inauguração, no verão de 2012.

Construído a 7,5 metros da marginal do rio Lima e com um recinto para a prática desportiva e outras atividades culturais e económicas, 3,44 metros abaixo do nível do solo, poderá receber feiras e festivais de gastronomia.

A capacidade do equipamento será de cerca de duas mil pessoas sentadas, podendo o número aumentar para 2.700 em eventos com público a assistir de pé.

Está em curso o desenvolvimento de um protocolo com a Fundação de Serralves para assegurar exposições temáticas naquele espaço.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho