Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
‘Verde Cool’ pode ser replicado no Minho
Escola de Agra ‘vira’ Centro de Convívio e Lazer

‘Verde Cool’ pode ser replicado no Minho

Criança mordida por cobra em Braga... réptil ilegal pode dar multa até 20 mil euros

‘Verde Cool’ pode ser replicado no Minho

Economia

2019-09-13 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Arrancou ontem a quinta edição do roteiro ‘Verde Cool’, uma iniciativa da Associação Comercial de Braga, que se prolonga até 13 de Outubro. Sucesso deste projecto dita desafio para outras associações comerciais do Minho replicarem o conceito.

A quinta edição do ‘Verde Cool’, uma iniciativa da Associação Comercial de Braga (ACB), que conta com a parceria do jornal Correio do Minho e da rádio Antena Minho, promete ser “a maior e a melhor de sempre”, esperando-se vender, até 13 de Outubro, mais de 70 mil menus nos 49 estabelecimentos que aderiram. Com o sucesso deste projecto, outras associações comerciais do Minho são agora desafiadas a replicarem o ‘Verde Cool’.
“A Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) já nos desafiou para, no próximo ano, ampliar a área geográfica do evento, porque é importante para a promoção dos vinhos verdes”, avançou, ontem, no arranque da quinta edição, o director-geral da ACB, Rui Marques, mostrando-se “disponível para colaborar com as associações comerciais de concelhos vizinhos”.

Quanto à edição deste ano, Rui Marques destacou o trabalho dos empresários em apresentar “uma diversidade interessante neste roteiro, que estimula as pessoas a fazerem estes percurso e a conhecer a cidade de forma diferente num registo descontraído com amigos e familiares, porque é assim que as coisas boas sabem melhor”.
A ter em conta os pedidos de informação chegados à ACB, as expectativas “são muitas”, acreditando-se que a edição deste ano “vai ser um sucesso”.
Desde a primeira edição tem havido um “crescimento real” da procura, sendo que o ‘Verde Cool’ continua a ser “uma oportunidade para promover e divulgar negócios e novos espaços”.

Em jeito de balanço do projecto, o director-geral da ACB destacou a mudança de hábitos dos consumidores e dos próprios empresários. “Os clientes passaram a considerar o vinho verde a melhor oferta e os próprios espaços passaram, por exemplo, a vender vinho verde a copo”, constatou Rui Marques, referindo que os empresários “já valorizam o vinho verde como um vinho único, distintivo e de valor extraordinário na região”.
Quem também esteve no arranque da quinta edição do ‘Verde Cool’ foi o vereador do Turismo da Câmara Municipal de Braga. Altino Bessa deixou o desafio à CVVV para “investir mais ao nível do apoio, da logística e do incentivo para esta iniciativa ser replicada”. Se este projecto começou com o envolvimento de 22 estabelecimentos e este ano já são 49 “quer dizer que os empresários vêem este projecto como uma mais-valia”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.