Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
União entre municípios para garantir Rali de Portugal em 2015
Esposende abre natação a 400 alunos do Ensino Básico

União entre municípios para garantir Rali de Portugal em 2015

“O rio Ave não pode ser seccionado”

União entre municípios para garantir Rali de Portugal em 2015

Desporto

2014-11-14 às 06h00

Redacção Redacção

Doze decidiram apresentar uma uma candidatura ao ON2, juntamente com Turismo do Porto e Norte de Portugal, para a realização do Rali de Portugal em 2015.

Depois da retirada do apoio por parte do Ministério da Economia à realização da edição 2015 do Rally de Portugal, projectada para a zona Norte, a prova ficou em causa, mas os municípios não se conformaram e encontraram uma solução, que passa pela apresentação de uma candidatura a submeter ao ON2. Ontem, no Castelo de Santiago da Barra, Caminha, doze municípios assinaram um acordo de parceria com o Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) com vista à candidatura. Se tudo correr bem, “salva-se” o Rally de Portugal, que estará de regresso ao norte em 2015 e, em particular a Caminha depois de mais de 20 anos de ausência.

Pouco tempo depois de ser conhecido que o Rally de Portugal seria realizado na zona Norte em 2015, o anúncio, em julho último, por parte do Turismo de Portugal (organismo do Ministério da Economia) da decisão de retirar o apoio financeiro habitual em anos anteriores, no valor de um milhão de euros, trouxe a desilusão a vários concelhos, mas os respectivos municípios não baixaram os braços e juntaram-se para encontrar uma solução.

Depois de múltiplas reuniões e tendo em conta que a CCDR-N, ao abrigo da candidatura no domínio da Promoção e Capacitação Institucional - Internacionalização - Eventos de Promoção Internacional da Região Norte - PCI-I/2/2014 - EP I (overbooking) -, aprovou financiamento para a realização de eventos de promoção internacional da Região Norte, os 12 municípios juntaram-se com o TPNP e assumiram a concretização da edição 2015 do Rally de Portugal, que deverá encontrar o necessário financiamento desta forma.

As 13 entidades acabam de assinar o acordo de parceria, que considera estratégica para a Região e para a afirmação da mesma, a realização no Norte de Portugal, do Rally de Portugal 2015.

No âmbito acordo de parceria, compete à TPNP formalizar a candidatura à obtenção de apoios financeiros, cabendo aos municípios parceiros comparticipar, financeiramente, o projecto.

O total global do investimento afecto à candidatura é de 1 038 000,00 € (um milhão, trinta e oito mil euros), cabendo a cada município uma comparticipação de 25 950,00 € (vinte e cinco mil novecentos e cinquenta euros).

O acordo foi assinado pelos municípios de Caminha, Amarante, Baião, Fafe, Guimarães, Lousada, Matosinhos, Mondim de Basto, Ponte de Lima, Valongo, Viana do Castelo e Vieira do Minho.
Em representação do Turismo de Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira afirmou que os custos da edição 2015 rondam os 3,5 milhões de euros, sendo o 'esforço' dos 12 municípios 'de mais 1,1 milhões de euros'.

'O acordo de parceria dá, claramente, corpo a este financiamento que deveria ter sido assumido pelo Turismo de Portugal, o que lamentavelmente não veio a acontecer, prejudicando mais uma vez, em termos de eventos, o Norte de Portugal', frisou.

Segundo aquele responsável, com este acordo de parceria, os 12 municípios 'dão grande exemplo de coesão nacional para voltar a trazer para o Norte um evento de visibilidade mundial, quando deveria ser o Governo a assumir uma verba que vinha assumindo no Algarve'.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.