Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
UMinho garante 1,7 milhões para Erasmus+
Guimarães inova com habitação social partilhada

UMinho garante 1,7 milhões para Erasmus+

Vigilância e patrulhamento garantidos

UMinho garante 1,7 milhões  para Erasmus+

Ensino

2020-06-05 às 08h03

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Universidade do Minho assegurou mais de 1,7 milhões de financiamento para cinco projectos, que permitirão mais de 800 mobilidades para 63 países.

A Universidade do Minho assegurou um financiamento superior a 1,7 milhões de euros para cinco projectos de mobilidade Erasmus+. Estes vão permitir mais de 800 mobilidades para estudantes, docentes e pessoal técnico, administrativo e de gestão, até Maio de 2022, para um total de 63 países em todo o mundo.
Em comunicado, a UMinho explica que no âmbito da Acção Chave 1 do Programa Erasmus+, teve aprovadas as duas candidaturas institucionais apresentadas em Fevereiro — uma para mobilidades no seio da Europa e outra para mobilidades de/para países fora da União Europeia, entre os quais, África do Sul, Austrália, Camboja, Cazaquistão, Chile, EUA, Indonésia, Japão, Laos, Malásia, Nova Zelândia, República Dominicana, Taiwan, Timor Leste e Uruguai.

Foi igualmente assegurado financiamento para três candidaturas em consórcio, sob coordenação da UMinho. As candidaturas referem-se aos consórcios UNorte Internacional, Joint Academic Mobility Scheme with the MIddle East and South (JAMIES) e Mobility Programme between Portugal, ENI East and IPA Countries (PEERS).

O UNorte International, criado em 2017, pretende promover uma maior competitividade da UMinho, UPorto e UTAD no espaço europeu de ensino superior. O consórcio JAMIES, nasceu em 2017 em associação com as universidades do Algarve, Nova de Lisboa, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro, com o objectivo de apoiar o desenvolvimento e modernização de instituições de ensino superior na Argélia, Israel, Jordânia, Líbano, Marrocos, Palestina, Síria e Tunísia.
Pela primeira vez foi aprovado o consórcio PEERS, em associação com as universidades de Aveiro e Évora. Este projecto tem como objectivo apoiar a promoção de reformas estruturais, em instituições parceiras de ensino superior na Albânia, Arménia, Bielorrússia, Bósnia e Herzegovina, Geórgia, Kosovo e Ucrânia, por forma a adequá-las às normas da UE em termos de recursos humanos, reforma do sistema educacional e desenvolvimento de investigação científica.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho