Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Uma nova forma de l(v)er ‘Os Lusíadas’
Manuel Tibo confia no futuro de Terras de Bouro apesar da interioridade

Uma nova forma de l(v)er ‘Os Lusíadas’

Augusto Urjais e Tiago Corais em destaque na Comissão Nacional do PS

Uma nova forma de l(v)er ‘Os Lusíadas’

Vale do Ave

2021-10-12 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Luís de Camões reinterpretado numa edição ilustrada e com português actual da sua obra maior. Universidade do Minho e Município de Guimarães patrocinam obra que dá uma “visão feminina de um tempo muito masculino”.

“Uma obra simbólica para mudar mentalidades”, a edição ilustrada ‘Os Lusíadas’ foi ontem apresentada no Centro Cultural Vila Flor, no âmbito da 3.ª Bienal de Ilustração de Guimarães - BIG, que decorre até 31 de Dezembro. Com chegada às livrarias prevista para 21 de Outubro e lançamento oficial dois dias depois, ‘Os Lusíadas’ com os seus dez cantos ilustrados por outras tantas artistas portuguesas, resulta de uma parceria entre o Município de Guimarães e a Universidade do Minho, com a colaboração da Editora Kalandraka.
Com a fixação do texto da obra de Luís de Camões para o português actual da responsabilidade de Rita Marnoto, da Universidade de Coimbra, ‘Os Lusíadas’ que agora se apresenta propõe-se, segundo o reitor da Universidade do Minho, Rui Vieira de Castro, “garantir o acesso generalizado a uma obra do nosso poeta maior, que não tem a receptividade que todos gostaríamos”, nomeadamente por parte da geração jovem estudantil.
De acordo com o reitor, a complexa obra literária de Luís Camões “nem sempre é perspectivada pela sociedade da maneira que devia ser”, pelo que a nova edição de ‘Os Lusíadas’ "tem a intenção de a devolver de forma a que seja mais facilmente compreensível pela generalidade das pessoas".
Adelina Pinto, vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães, revelou ontem, na conferência de imprensa de apresentação da edição ilustrada de ‘Os Lusíadas’, que a mesma vai ser oferecida pela autarquia a escolas e outras instituições do concelho, de modo “a convocar para a sua leitura e reinterpretação”, a partir da “visão feminina de um tempo muito masculino”.
Tiago Manuel, director artístico da BIG, acrescentou que esta edição visa “trazer Camões para a sociedade contemporânea”, salientando que “é a primeira vez que se faz uma edição de um trabalho concertado só com mulheres sobre uma obra canónica universal”.
“Pela primeira vez, Portugal dá exemplo ao fazer uma edição totalmente feita por mulheres. A visão que dão à epopeia é muito diferente. Estamos a falar de mulheres intelectualmente preparadas e que têm uma grande experiência em interpretação de texto”, alegou.
Com uma tiragem de 1 200 exemplares, ‘Os Lusíadas’ ilustrados é, na opinião do director artístico da BIG, “uma obra simbólica para mudar mentalidades”, constituindo este projecto editorial, assumido pelo Município de Guimarães e pela Universidade do Minho, um acto cultural e político”.
A propósito, o reitor da Universidade do Minho justificou que a promoção e preservação do património cultural é missão da instituição, cumprindo a edição literária esse desiderato.
Margarida Noronha, da editora Kalandraka, disse que a parceria da Universidade do Minho com o Município de Guimarães assegura a qualidade desta nova edição de ‘Os Lusíadas’, permitindo levar a obra de Camões “a um mundo muito maior”, através da “modernidade gráfica” que permite “ler através do ver”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho