Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Uma casa para jovens e grandes famílias
Simulacro apela ao civismo na estrada

Uma casa para jovens e grandes famílias

Câmara Municipal e Associação Empresarial estabelecem protocolo para reforçar Natal em Viana do Castelo

Uma casa para jovens e grandes famílias

Braga

2019-11-08 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

É quase um mini hotel para albergar jovens, menos jovens e pequenas e grandes famílias. A Pousada da Juventude de Braga remodelou-se para abrir portas a toda a gente e servir de ‘casa’ a quem estiver de visita à cidade, seja por que motivo for.

“Uma pousada viva e acolhedora”. É este o desígnio do novo Centro de Juventude e Pousada da Juventude de Braga, proclamado, ontem, pelo presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, caracterizando-o como uma “unidade de excelência”.
Com capacidade para acolher 105 pessoas de uma vez, a nova Pousada da Juventude é dotada de um total de 26 quartos, equipados com WC, duplos e quádruplos, um triplo e camaratas, todos versáteis e adaptáveis às várias situações e necessidades dos hóspedes. “Podemos acolher uma família com três filhos, mas também podemos acolher uma família numa camarata que tenha cinco filhos. Temos sempre capacidade de responder à procura e este projecto foi pensado para ser um equipamento dinâmico, com quartos e camas transformáveis - um conceito que o mercado ainda não tinha”, referiu Carlos Silva, administrado da InvestBraga, entidade que gere a Pousada da Juventude, pela mão de Pedro Soares.

Sem dúvidas quanto à grande procura que o equipamento terá já durante o primeiro ano de funcionamento, Carlos Silva sublinha que “só neste período de inauguração, já temos uma procura elevada e reservas que nos estão a cair porque Braga é o segundo destino europeu e cada vez há mais gente que procura Braga”.

A requalificada Pousada da Juventude arranca com um orçamento médio estimado entre os 205 e 208 mil euros, mas o objectivo é que quer o investimento, realizado quer o funcionamento do equipamento sejam garantidos por uma “gestão muito rigorosa”. “Este é um equipamento de referência a baixo custo de utilização, que vai ser um grande chamativo para muita gente e que vai ter uma taxa elevada de procura, criando dinâmicas também para pagar o investimento”, asseverou o responsável. “O objectivo é pagar os custos e ter algum excedente para reinvestir e continuar a qualificar a pousada”.

Pedro Soares é o novo director da Pousada da Juventude de Braga, que ontem indicou que a oferta está já disponível, por exemplo, no site do ‘Booking’.
“O quarto duplo custa 45 euros e uma ocupação individual numa camarata custa 15 euros. Os detentores do Cartão Jovem podem usufruir de um desconto de 20% sobre estes valores e, portanto, este equipamento está preparado para responder às necessidades dos jovens com custos reduzidos”, resumiu Soares.

“O espírito das Pousadas de Juventude é garantir que todos os jovens, incluindo os mais desfavorecidos, consigam igualmente ter capacidade de mobilidade num contexto nacional ou internacional e esta rede cumpre também esse objectivo. A Câmara por estar a gerir esta pousada não vai nunca deixar cair estes valores”, frisou.
O novo Centro da Juventude/ Pousada da Juventude de Braga mantém em complemento os mesmos serviços do IPDJ, a Agência Nacional Erasmus +, Juventude em Acção e a Loja Ponto Já, além da residencial.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.