Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Turismo cresceu em Guimarães e aproxima-se da pré-pandemia
Alto Minho renova certificação europeia de destino sustentável

Turismo cresceu em Guimarães e aproxima-se da pré-pandemia

Nuno Andrade Blues Drive no palco do Alma do Raio

Turismo cresceu em Guimarães  e aproxima-se da pré-pandemia

Vale do Ave

2022-09-28 às 17h00

Redacção Redacção

Guimarães apresenta dados de crescimento do turismo no período de Verão. Afluência de visitantes aos postos de turismo está ao nível dos dados registados em 2017 e 2018, antes da pandemia.

Citação

Os dados do relatório de actividade turística em Guimarães no período de Verão, entre os meses de Junho e Agosto, comprovam os sinais de retoma da actividade turística após a fase de pandemia, com os números de afluência de visitantes aos postos de turismo a aproximarem-se dos anos de 2017 e 2018.
Em nota de imprensa, a autarquia dá conta dos dados recolhidos pela Divisão de Turismo, registando-se a afluência de 33.827 visitantes aos postos de turismo, aproximando-se dos resultados referentes aos anos de 2017 e 2018.
Analisados os dados dos visitantes por país de origem, constata-se que Espanha, França e Portugal figuram no topo da procura turística. Espanha, com uns expressivos 55,3 por cento dos visitantes, mantém a posição de principal mercado emissor, seguindo-se o mercado francês com 18 por cento e o mercado interno com 6,8 por cento.
“Conclui-se, assim, que são os mercados de proximidade, à semelhança do que se tem verificado nos anos anteriores, que continuam a sustentar a actividade turística. Destaque, ainda, para França que recupera o segundo lugar nos principais mercados emissores para Guimarães, destronando o mercado interno que registou uma considerável descida”, refere a nota.
A taxa de ocupação-quarto, referente ao sector da hotelaria, fixa-se nos 78 por cento no período de Junho a Agosto, demonstrando assim uma expressiva subida em relação aos últimos anos, ao encontro do que sucede com o mercado turístico no território nacional.
À semelhança da hotelaria e dos Empreendimentos de Turismo de Habitação e no Espaço Rural, os estabelecimentos de alojamento local também registaram um claro aumento na taxa de ocupação, sendo que neste caso o acréscimo é bem superior – 20 pontos percentuais de 2021 para o presente ano.
No que respeita à visitação dos principais monumentos de Guimarães - Castelo de Guimarães e Paço dos Duques de Bragança, assim como de um conjunto de museus, designadamente o Museu Alberto Sampaio, Centro Internacional das Artes José de Guimarães e Casa da Memória de Guimarães, os resultados estão muito próximos dos registados entre 2017 e 2019 – aqueles que foram os melhores anos para o turismo de uma forma global. Comparativamente com igual período do ano transato, registou-se uma subida exponencial de cerca de 82 por cento.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade
Tudo bons rapazes
Desporto

Tudo bons rapazes

03 Dezembro 2022

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho