Correio do Minho

Braga,

- +
“Tristeza” marca Centenário
Braga transfere 136 mil euros para as freguesias e instituições

“Tristeza” marca Centenário

Abate de árvores na Unidade de Saúde Santo António

“Tristeza” marca Centenário

Desporto

2021-01-20 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

SC Braga assinalou os 100 anos da fundação do clube sem sócios e adeptos fruto da Covid-19. António Salvador recordou os fundadores.

Um aniversário especial, mas diferente do habitual fruto da pandemia da Covid-19. O SC Braga assinalou, ontem, os 100 anos de vida com um misto de alegria pelo centenário e uma tristeza à mistura pela ausência dos sócios e adeptos na cerimónia habitual do hastear da bandeira, que decorreu na Cidade Desportiva apenas com a presença do presidente António Salvador e os restantes elementos da direcção do clube arsenalista. Programação prevista para assinalar a data histórica foi cancelada devido à pandemia e à actual situação do país.
“É um momento de tristeza por não podermos comemorar este aniversário no meio dos nossos adeptos e sócios. É o momento que estamos a viver e temos que levar muito a sério. Aproveito para dizer às pessoas para se protegerem e se resguardarem, ficarem em casa, porque é um momento muito difícil que estamos a passar”, lamentou o presidente António Salvador, que aproveitou para recordar os fundadores do clube e o percurso ao longo dos cem anos de existência.
“Há que realçar o centenário do SC Braga, um centenário com uma história muito rica deste clube. Recordar aqueles que foram os fundadores do nosso clube e todos aqueles que ao longo desta história e nestes 100 anos passaram e serviram este clube com amor e paixão, dirigentes, colaboradores e atletas”, realçou o dirigente.
Numa época exigente em termos sociais, António Salvador deixou ainda a garantia que o SC Braga vai continuar a desempenhar um papel de responsabilidade social.
“A instituição SC Braga não é só futebol e desporto. Tem responsabilidade social perante a nossa comunidade. É isso que temos feito ao longo dos últimos anos e vamos continuar a fazer. Vamos dizer presente sempre que possível e vamos continuar a ter esse foco na responsabilidade social que é muito importante para a comunidade nos dias que vivemos hoje”, destacou António Salvador, em declarações à Next, o canal do clube, que transmitiu em directo a cerimónia de hastear da bandeira na Cidade Desportiva para que todos os associados pudessem acompanhar o momento.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho