Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Trinta e cinco autocarros vandalizados em Barcelos
Herman José uniu mais de 800 ex-alunos da UMinho

Trinta e cinco autocarros vandalizados em Barcelos

Braga promove-se na Suíça

Trinta e cinco autocarros vandalizados em Barcelos

Casos do Dia

2019-03-27 às 19h03

Redacção Redacção

Cortes de correias, esvaziamento de pneus e outros actos de sabotagem foram hoje apontados pela empresa Transdev, depois de 35 dos seus autocarros terem sido vandalizados.

Trinta e cinco autocarros da Transdev Portugal foram vandalizados na madrugada de hoje, em Barcelos, com “cortes de correias, esvaziamento de pneus e outros actos de sabotagem”, denunciou a empresa.
Em comunicado, a Transdev acrescenta que “este incidente fez com que, por um lado, tivesse sido destruída a principal ferramenta de trabalho de dezenas de pessoas e, por outro, tenha sido arruinada a prestação de serviço público de mobilidade naquela região”.

“A Transdev Portugal viu-se impedida de proporcionar o normal serviço público de transporte de passageiros a centenas de pessoas, nomeadamente crianças no caso do serviço do transporte escolar, a idosos nas idas a consultas aos hospitais e aos trabalhadores que se deslocavam para os seus postos de emprego, entre outros”, refere ainda o comunicado.
Segundo a empresa, os prejuízos são na ordem dos milhares de euros.
Os actos de vandalismo foram perpetrados em vários locais do concelho de Barcelos.

A PSP de Barcelos tomou conta da ocorrência e estão neste momento a investigar a origem desfes actos de vandalismo.
Refira-se que o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos do Norte (STRUN) convocou uma greve dos motoristas que decorre desde a passada segunda-feira e se prolonga até ao próximo dia 5 de Abril, abrangendo, desta forma, também os profissionais da Transdev.

Segundo fonte sindical, Póvoa de Varzim, Famalicão, Barcelos, Guimarães, Braga, Fafe, Vizela e Paços de Ferreira são algumas das localidades mais afectadas pelo protesto, que no primeiro dia registou uma “adesão de 60 por cento.
Recorde-se, a propósito, que os trabalhadores, que reclamam um aumento salarial e a redução das “intermitências”, ou seja, das horas de paragem dos motoristas entre serviços, têm marcada para esta tarde uma manifestação no Porto, em frente às instalações da ANTROP - Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Pesados de Passageiros.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.