Correio do Minho

Braga,

- +
‘Triciclo’ arranca a programação cultural da Casa das Artes de Famalicão
Dj e produtor DMKZ hoje no Sun7 Antena Minho Radio Show

‘Triciclo’ arranca a programação cultural da Casa das Artes de Famalicão

Campanha de apoio foi “um sucesso”

‘Triciclo’ arranca a programação cultural da Casa das Artes de Famalicão

Vale do Ave

2021-05-03 às 08h03

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

Maio está recheado de espectáculos na Casa das Artes de Famalicão, dando continuidade à programação cultural que assinala também o 20.º aniversário do maior palco famalicense. ‘Triciclo’ é o primeiro espectáculo a subir a cena, já dia 7.

A programação dos 20 anos da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão regressa este mês com uma mão cheia de espectáculos que prometem divertir o público famalicense. Já no próximo dia 7, às 20.30 horas, chega o ‘Triciclo’ de Fernando Arrabal.
Escrita entre 1952 e 1953, ‘O Triciclo’ é uma das peças mais emblemáticas de Fernando Arrabal. Um grupo de marginais (Climando, Apal, Mita e o Velho da Flauta) tentam sobreviver numa sociedade desigual, hierarquizada, moral e politicamente opressiva. Incapazes de se adaptar, vivem numa realidade destituída de qualquer moralidade e racionalidade. ‘O Triciclo’ é um jogo de sobrevivência, mas também de procura da felicidade. Humor, inocência, crueldade, poesia e a morte.

Segue-se a música, com um show dos ‘Três Tristes Tigres’ no próximo dia 8, com o trabalho ‘Mínima Luz’, que sobe ao palco do grande auditório às 20.30 horas.
Numa encenação de Paulo Calatré, nos dias 13 e 14 de Maio, às 20.30 horas, os famalicenses poderão assistir a ‘Macbeth’, de William Shakespeare, numa coprodução: Casa das Artes de Famalicão e ACE Escola de Artes de Famalicão.

‘Macbeth’ é uma tragédia do dramaturgo inglês William Shakespeare, sobre um regicídio e suas consequências. É a tragédia shakespeariana mais curta.
A música regressa à Casa das Artes no dia, às 20.30 horas, com o reagendado espectáculo Anatomia do Fado de Manuel João Vieira. E no dia 22, à mesma hora, o palco da Casa das Artes de Famalicão pertence ao músico Tiago Bettencourt.
A Casa das Artes e a Companhia de Música Teatral continuam a investir na coprodução de PaPI-Opus 8, uma viagem ao mundo dos pássaros, via Zoom.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho