Correio do Minho

Braga, terça-feira

Tribunal dos Arcos de Valdevez volta a julgar processos-crime em 2019
Nanotecnologia como chave para os desafios globais da nova economia

Tribunal dos Arcos de Valdevez volta a julgar processos-crime em 2019

Câmara processa consórcio construtor do Estádio Municipal de Braga

Casos do Dia

2018-07-19 às 22h35

Redacção

Julgamentos começam em Janeiro do próximo ano. Tribunal já pode tratar de processos relacionados com famílias e menores.

O Tribunal dos Arcos de Valdevez vai voltar a julgar processos-crime a partir de Janeiro do próximo ano.
Uma medida que, no entender do presidente da Câmara Municipal dos Arcos de Valdevez, João Manuel Esteves, vai facilitar o acesso à Justiça por parte dos cidadãos. “Nós temos trabalhado com a Comarca de Viana do Castelo no sentido de aproximar mais a Justiça dos cidadãos. À semelhança da Saúde ou da Segurança Social,a Justiça é um dos serviços do Estado que têm que estar presentes no concelho, junto das pessoas”, defendeu João Manuel Esteves.

O edil revelou ainda que está em curso um projecto para remodelação das instalações que eram ocupadas pelo Tribunal arcuense. “A Câmara Municipal está em colaboração com o Ministério da Justiça no sentido de ser feita uma remodelação das instalações do Tribunal. É um trabalho com impacto directo na melhoria de condições do edifício e das pessoas que lá trabalham diariamente”, anunciou João Manuel Esteves, escusando-se a dar mais esclarecimentos sobre a intervenção, mas prometendo “mais novidades para Setembro.”
Entretanto já foi devolvida ao Tribunal arcuense, a possibilidade de julgar litígios em assuntos relacionados com os casos de família e menores.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.