Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Tribunal condena oito a prisão efectiva por tráfico de drogas
Exportações: Braga sobe ao 3.º lugar em lista liderada por Famalicão

Tribunal condena oito a prisão efectiva por tráfico de drogas

“Ler em Viana” no Centro Cultural de Viana do Castelo de 20 a 28 de abril

Tribunal condena oito a prisão efectiva por tráfico de drogas

Casos do Dia

2024-02-09 às 06h00

Rui Serapicos Rui Serapicos

Detidos em 2022 numa operação de que resultou a apreensão de mais de 11.500 doses de diversos estupefacientes vão cumprir penas entre três e sete anos.

Citação

O Tribunal de Braga condenou ontem a penas de prisão efectiva sete dos oito homens detidos em Novembro de 2022 pela GNR por tráfico de droga neste concelho e em Barcelos.
As penas aplicadas, em crimes que incluem ainda produção e comércio de produtos de tabaco e posse ilegal de armas de fogo, variam entre os três e os sete anos de prisão. Um oitavo arguido foi condenado a quatro anos e 10 meses de prisão, com pena suspensa.
Os arguidos foram detidos em 21 de Novembro de 2022 pela GNR, numa operação que resultou ainda na apreensão de 2.915 doses de cocaína, 53 doses de heroína, 8.590 doses de haxixe e 9.939 euros em dinheiro.
Os militares da GNR apreenderam ainda 14 telemóveis, quatro balanças de precisão, uma viatura, 3.000 cigarros por embalar, 11.750 quilos de folha de tabaco triturado e 38.045 maços de tabaco vazios.
Também foram apreendidos 8.600 tubos de cigarros por encher, 3.050 caixas de volume de cigarros, duas máquinas para enchimento de cigarros, dois revólveres, uma arma de fogo artesanal e 308 munições de diversos calibres.
Na data da detenção — quando os suspeitos tinham idades entre 30 e os 60 anos, a GNR explicou as detenções com o cumprimento de 12 mandados de busca domiciliária e de três mandados de detenção fora de flagrante delito nas localidades de Braga e de Barcelos.
Os detidos foram na ocasião presentes a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Braga, o qual lhes aplicou a medida de coação mais gravosa: prisão preventiva.
Também por tráfico de estupefacientes em Braga e Barcelos, a GNR deteve, em Novembro de 2023, dois homens, de 38 e 41 anos. Neste caso foram cumpridos nove mandados de buscas, cinco domiciliárias e quatro em anexos e garagens, que permitiam apreender 704 doses de canábis (resina), 285 doses de canábis (folha ou sumidades), 2332 doses de cocaína, 4905 euros em dinheiro, oito telemóveis, três balanças e uma viatura.
Um mês antes, o Tribunal de Braga aplicou prisão preventiva a seis dos 14 suspeitos de tráfico de droga detidos pela PSP no cumprimento de mandados de busca em Barcelos, Viana do Castelo e Valença, após uma operação que incluiu buscas domiciliárias, a viaturas e a estabelecimentos (entre os quais uma academia de boxe) que resultaram na apreensão de haxixe suficiente para cerca de 330 doses e de cocaína suficiente para cerca de 560 doses. Neste caso foram ainda apreendidos 12800 euros, um revólver, munições e material relacionado com o tráfico de estupefacientes.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho