Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Tradição e convívio são os principais motivos para ir à ‘Feira dos Vinte’
Movimento espera que desconto seja início do fim das portagens na A28

Tradição e convívio são os principais motivos para ir à ‘Feira dos Vinte’

Voleibol da UMinho apurado para a final

Tradição e convívio são os principais motivos para ir à ‘Feira dos Vinte’

Cávado

2020-01-20 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Famílias inteiras e grupos de amigos estavam ontem no recinto da feira, em momentos de convívio. Espectáculo equestre foi a surpresa do dia.

Procurar o que há de mais tradicional na região e conviver com familiares e amigos, são os motivos principais apontados pelos milhares de pessoas que visitaram a Feira dos Vinte, em Prado, que começou sexta-feira e termina hoje.
Que o diga, a título de exemplo, a família Moraes, que vinda do Brasil espera encontrar o que de mais há de tradicional na Feira dos Vinte.
“Eu gosto muito desta feira, porque tem muita animação e várias opções de compra de produtos que precisamos. Também gosto muito da feira pecuária. É um evento muito regional e tradicional e eu gosto muito disso”, disse Júnior Moraes.

A esposa, Sheila Moraes, disse gostar muito “da parte dos bichos (gado)” e que é uma oportunidade para as filhas ficarem a conhecer os animais. Além disso “aproveitamos para dar uma volta em família”, apontou Sheila Moraes.
Passear pela feira e manter “a tradição de ver o povo a comprar artigos regionais” foi o motivo apontado por António da Conceição para visitar a Feira dos Vinte. Uma tradição que António da Conceição considera ser importante manter porque “isto faz parte da cultura do povo e a gente gosta de ver estas coisas”.
Vindo da freguesia da Lage, em Vila Verde, Eduardo Pereira, defendeu que a Feira dos Vinte “é uma romaria anual, onde toda a gente aproveita para encontrar coisas tradicionais: as papas de sarrabulho e o convívio entre as pessoas”.

Além da vertente comercial, também o espectáculo equestre, que ontem se realizou pela primeira vez à noite, atraiu milhares de pessoas.
“Este espectáculo já foi diurno, com o mesmo cavaleiro (Miguel Fonseca), e agora apresentou uma proposta diferente, com luz e som. Esta iniciativa é uma aposta ganha. As pessoas aderiram, porque aqui nas redondezas nunca tinha sido feito um espectáculo destes”, disse Higino Castilho, secretário da Junta de Freguesia de Prado, entidade que organiza a Feira dos Vinte.
O programa de hoje inclui o baptismo de cavalo e passeio de charrete, além do concurso pecuário.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.