Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Todos os caminhos vão dar ao Estádio Municipal de Braga
Guimarães e o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Todos os caminhos vão dar ao Estádio Municipal de Braga

Barquense apresentou Livro em Dia Mundial da Voz

Desporto

2017-12-03 às 06h00

Paulo Machado

O SC Braga defronta hoje o Paços de Ferreira, às 18 horas, em jogo da 13.ª jornada da Liga. Há vários pontos de curiosidade há volta deste jogo, com particular destaque para o facto do clube ter decidido abrir as portas aos adeptos, numa reacção à decisão do Conselho de Disciplina em punir o SC Braga com um jogo à porta fechada, medida entretanto suspensa devido ao recurso interposto pelo emblema bracarense.

O SC Braga defronta hoje o Paços de Ferreira, às 18 horas, em jogo da 13.ª jornada da Liga. Há vários pontos de curiosidade há volta deste jogo, com particular destaque para o facto do clube ter decidido abrir as portas aos adeptos, numa reacção à decisão do Conselho de Disciplina em punir o SC Braga com um jogo à porta fechada, medida entretanto suspensa devido ao recurso interposto pelo emblema bracarense.

“Temos de continuar a fazer o que fazemos até agora. Foi uma surpresa para nós, para vós, porque ninguém noticiou nada na altura, mas às vezes há alguém que quer ser mais protagonista, alguns mais cobardes e foi, para espanto nosso, ver o que vimos. O que não nos mata torna-nos mais fortes. Já estive em clubes da grandeza do Braga e isso nunca aconteceu… Vamos seguir fortes, perante um adversário organizado. Cada jogo é um desafio, uma oportunidade e todos os jogos começam do zero”, apontou Abel Ferreira na conferência de imprensa de antevisão ao jogo desta tarde, sem deixar de lançar algumas indirectas.

“Quando era mais pequeno, na minha rua, tínhamos alguns corajosos e cobardes; normalmente os cobardes escolhiam os altos. Para não me alongar mais, porque me deixa triste, mexeram com uma cidade, uma região e um clube que tanto feito pelo futebol português e que vai continuar a fazer. O nosso slogan é ‘juntos somos fortes’, mas eu acrescento ‘juntos e felizes somos mais fortes’. Que cada braguista traga a sua família e se junte a nós e nos apoie de maneira diferente”, apelou o treinador do SC Braga.

Em caso de vitória, a formação bracarense pode aproximar-se do terceiro lugar, mas Abel apenas centra as atenções no plano interno. “O Braga só olha para dentro, não olha para cima ou para baixo. Olha para o seu foco, estratégia e próximo adversário. Olha para os objectivos que queremos cumprir. Este é mais um jogo que nos vai obrigar a estar nos limites das capacidades”, destacou o treinador, considerando ainda as potencialidades da equipa do Paços de Ferreira.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.