Correio do Minho

Braga, terça-feira

Taça da Liga: Vitória empatou em casa com o Feirense
Incêndio destruiu armazém de velas em Roriz

Taça da Liga: Vitória empatou em casa com o Feirense

Município de Braga previne consumo de álcool entre os trabalhadores

Desporto

2017-10-08 às 06h00

Rui Serapicos

O Vitória SC empatou ontem, em Guimarães, a um golo com o Feirense em jogo a contar para a primeira jornada do Grupo C da Taça da Liga, competição cuja fase final vai ter lugar em Braga. Para o desfecho final em muito pesou a excelente exibição de Miskiewicz, o guarda-redes polaco do Feirense, que negou por várias vezes em situações flagrantes aos dianteiros do Vitória o golo que parecia certo. Raphinha, aos 38 minutos, fez com um pontapé indefensável de pé esquerdo, o primeiro golo dos vimaranenses.

O Vitória SC empatou ontem, em Guimarães, a um golo com o Feirense em jogo a contar para a primeira jornada do Grupo C da Taça da Liga, competição cuja fase final vai ter lugar em Braga.
Para o desfecho final em muito pesou a excelente exibição de Miskiewicz, o guarda-redes polaco do Feirense, que negou por várias vezes em situações flagrantes aos dianteiros do Vitória o golo que parecia certo.

Raphinha, aos 38 minutos, fez com um pontapé indefensável de pé esquerdo, o primeiro golo dos vimaranenses.
Após um início equilibrado na zona do meio campo, o Vitória acentuou a pressão sobre a área visitante e criou uma série de ocasiões.
Rincon teve aos 30 minutos a primeira oportunidade flagrante, mas, isolado diante da baliza forasteira, viu Miskiewicz a fazer bem a mancha e a adiar o primeiro golo.

O guarda-redes do Feirense voltou a brilhar, volvidos três minutos, negando o golo a Tallo.
O guardião polaco ainda fez mais uma boa defesa, aos 36 minutos, a um novo remate de Raphunha, mas no ataque seguinte nada pôde fazer quando o mesmo Rapfinha, à entrada da área, descaído sobre a esquerda do ataque vimaranense, colocou a bola com um remate potente no ângulo.

O Feirense, que na primeira parte praticamente não tinha incimodado a defensiva minhota, voltou motivada após o intervalo e, aos 50 minutos, Luís Henrique empatou, em recarga a um remate que o mesmo Luís Henrique tinha feito ao poste.
Na resposta, assistido por um cruzamento da direita, Raphinha teve ensejo para voltar a colocar o Vitória em vantagem, com um remate à meia volta, mas o polaco Miskiewicz defendeu, como no andebol, com a ponta do pé para canto.

Os minhotos insistiram, mas nem Junior Tallo nem Rincón aproveitaram as boas ocasiões de que dispuseram para marcar mais um golo. Os vimaranenses viram outro golo ser negado aos 74 minutos, por Alphonse, e jogaram os últimos 15 minutos nas imediações da área contrária, tendo ficado a centímetros do golo em remates de Wakaso e de Hélder Ferreira, no último lance do jogo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.