Correio do Minho

Braga, sábado

Sugestões do Chef: A Flor do Sal’: um local idílico para bem comer
Comunidades vão criar e gerir agenda com o apoio do município de Famalicão

Sugestões do Chef: A Flor do Sal’: um local idílico para bem comer

Viana é cidade cosmopolita que acolhe migrantes “com responsabilidade”

Economia

2015-03-26 às 15h29

Redacção

É NA MARGEM ESQUERDA do rio Cávado, em Palmeira, que fica localizado o restaurante ‘A Flor de Sal’ - um espaço idílico para bem comer, convidando a degustar pratos da cozinha regional portuguesa e também iguarias mais requintadas e inovadoras.

As ‘Sugestões do Chef’ estiveram ontem de visita ao restaurante ‘A Flor do Sal - Primavera dos Sabores’ - um restaurante rústico com toques de modernidade e bom gosto, situado num local idílico, junto à margem esquerda do rio Cávado, na freguesia de Palmeira. Foi pela mão de Ascenção Quintas, a proprietária, que nasceu o espaço de restauração há sete anos - precisamente no Dia de Santo António, em Junho - dando asas ao sonho de ter o seu próprio restaurante.

O espaço foi criado a partir de um edifício antigo ali localizado, que outrora pertenceu ao pároco local, e que Ascenção Quintas recuperou totalmente, conservando a traça da antiga arquitectura e até a Capela de Santo António - um espaço que está incorporado no restaurante e que é hoje em dia um local de visita e culto para muitos dos seus clientes, para além de servir para a realização de várias cerimónias religiosas, como casamentos, renovação de votos, baptizados, entre outros eventos.

O ‘Polvo em Cama de Broa’ é uma das especialidades da casa, que aposta numa gastronomia desde o regional à cozinha mais gourmet, muito em voga actualmente. A ‘Posta à Flor do Sal’, o ‘Naco de Boi’, o ‘Bacalhau com Broa e à Moda de Braga’ ou mesmo o famoso cabrito assado são algumas das iguarias mais tradicionais da casa, mas os clientes têm apreciado muito pratos mais gourmet, como é o caso do famoso ‘Magret de Pato’, ‘Folhado de Pintada’, ‘Tornedó de Rossini’ ou ‘Strogonoff de Gambas’, tal como explicou Eva Araújo, a chef de cozinha.

“Este restaurante é a concretização do meu sonho de vida”, confessou Ascenção Quintas, que trabalha na área da restauração há mais de 30 anos e que actualmente conta com o excepcional apoio dos filhos, Pedro Quintas, que é também jornalista, e da filha.
“Para já o balanço é positivo”, referiu a proprietária, indicando todavia que “os impostos” são o principal entrave para um maior sucesso das empresas. “O IVA a 23% prejudica muito a evolução dos negócios e eu estou disposta a aliar-me aos outros empresários para qualquer tipo de acção que faça o governo recuar, pois já estamos à espera da descida do IVA há muito tempo”.
O espaço ‘A Flor de Sal’ disponibiliza aos clientes três salas distintas para 20, 40 e 70 lugares, além de um serviço de esplanada, muito apetecível e apreciado na época de Verão.
A dinamização do espaço com inúmeras iniciativas como o Dia da Mulher ou dos Namorados, a Noite Francesa ou a Noite Italiana têm ajudado a cativar e fidelizar os clientes.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.