Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Sucesso de atletas inspira alunos da Escola Superior de Ciências Empresariais do IPVC
Agrupamento de Maximinos exibe talento no Forum Braga

Sucesso de atletas inspira alunos da Escola Superior de Ciências Empresariais do IPVC

José Maria Costa elogia acordo para reprogramação do Portugal 2020

Ensino

2018-11-13 às 06h00

Isabel Vilhena

Fernando Pimenta, Manuela Machado, João Carlos Costa e Rui Sousa são os padrinhos do projecto desportivo académico ‘ESCE Academic Sports Club’ ontem lançado no 17.º aniversário da Escola Superior de Ciências Empresariais do IPVC de Valença.

As conquistas e o sucesso alcançado por quatro figuras alto minhotas que se destacaram no desporto nacional e internacional inspiram alunos da Escola Superior de Ciências Empresariais (ESCE) do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC).
Fernando Pimenta, campeão do mundo de Canoagem K1 5000m; João Carlos Costa, membro da equipa técnica da selecção nacional de Futebol; Manuela Machado, campeã mundial de Maratona; e Rui Sousa, presidente Associação de Ciclistas Profissionais são os padrinhos do projecto desportivo académico ‘ESCE Academic Sports Club’ que foi ontem, oficialmente, apresentado no âmbito das comemorações do 17.º aniversário da Escola Superior de Ciências Empresariais do IPVC.

“Sejam exigentes e estudem. Nem todos podemos ser Cristiano Ronaldo ou campeões olímpicos. A carreira desportiva é curta e é necessário ter um curso que garanta o futuro”, disse ontem a atleta Manuela Machado, madrinha do novo clube académico desportivo que alia o desporto à vida académica.
Fernando Pimenta, campeão do mundo de Canoagem K1 5000 m, deixou uma mensagem de alento aos jovens estudantes no sentido de sonharem com uma carreira de sucesso.

Para o campeão do mundo de Canoagem devemos aproveitar a “nossa genética de conquistadores, esta força que nos caracteriza de uma população humilde e trabalhadora e seguir com os nossos sonhos”, alertando os estudantes que “vão sempre encontrar obstáculos pelo caminho que tem duas vias: contornar o obstáculo ou ir a direito e passar--lhe por cima. Eu prefiro a última”, aconselhou.
O projecto desportivo académico ‘ESCE Academic Sports Club’ foi apresentado durante a Semana Cultural daquela escola do Instituto Politécnico de Viana do Castelo que decorre ainda até ao próxima dia 17.
Depois do interregno de alguns anos, a Escola Superior de Ciências Empresariais do IPVC recupera a Semana Cultural que é um dos eventos mais antigos e emblemáticos da instituição.

Ainda no decorrer da sessão comemorativa tomou posse a Associação de Estudantes e decorreu a cerimónia ‘Caminho da “ESCElência”’ que premeia os melhores licenciados do ano lectivo anterior.
No conjunto de actividades que irão decorrer durante toda a semana nos vários espaços do campus da ESCE, destaque para o espectáculo de Jazz com a Banda ‘Hora Jazz’ da Academia de Música da Fortaleza de Valença, para o Workshop de ‘Bordados de Viana’, para os Almoços Acústicos com os músicos André Antunes e Daniel Rodrigues, para além de diversos torneios desportivos de Futebol 7, voleibol e bilhar.
A Semana Cultural contará ainda com o tradicional magusto da ESCE, que está de volta após a pausa de alguns anos, e com uma Digital Talk sobre Storytelling, ministrada por Paulo Stenzel. Durante a semana decorrerá ainda a Festa Académica na Discoteca Estação 1882 organizada pela Associação de Estudantes.

“A Escola Superior de Ciências Empresariais está madura para casar com o desenvolvimento da região”

“Estas instituições estão disponíveis para casar com o desenvolvimento da região e começarem a contribuir para aumentar o valor acrescentado daquilo que fazemos, substituindo muitas das actividades económicas por outras áreas de actividade onde o grau de conhecimento e rendimento é muito superior”. A convicção manifestada ontem por Rui Teixeira, presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) no âmbito das comemorações do 17.º aniversário da Escola Superior de Ciências Empresariais.

Rui Teixeira assinalou o crescimento desta escola do IPVC, referindo-se a um “projecto maduro” que, à semelhança das outras escolas do IPVC, “estão disponíveis para, num plano de cumplicidade, e em nome do desenvolvimento da região, aumentar o valor acrescentado do que se faz na região, mudando por completo a nossa economia”.
Rui Teixeira deixou também alguns avisos na forma “como temos utilizado os fundos comunitários”, lembrando que, desde 1988, “vieram 150 mil milhões para Portugal. Estamos no sexto quadro comunitário e continuamos no mesmo nível que quando entramos. É preciso fazer algumas perguntas”, questionou.

João Paulo Vieito, director da ESCE - IPVC realçou “o patamar alcançado este ano: tomar a ESCE uma escola de primeira opção nacional. “O caminho foi muito longo e muito difícil de conseguir, mas alcançamos”, assinalou, salientando o papel que a escola tem tido no tecido empresarial da região. “Ao fim de 17 anos, é com grande satisfação que verificamos que o tecido empresarial da região começa a reconhecer a qualidade do ensino ministrado nesta instituição. São vários os ex-alunos que hoje exercem funções directas em grandes empresas nacionais ou multinacionais”.
Também o presidente da câmara de Valença, Jorge Mendes, assinalou o percurso da escola ao longo destes 17 anos que “resultaram num caminho difícil, mas que sempre se pautou pelo caminho da excelência”. A caminho da ‘maioridade’, Jorge Mendes, afirmou que a ESCE “necessita de conhecer novos mundos que são fundamentais para o crescimento da escola e para o sucesso do futuro”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.