Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Sp. Braga: “Chegou o momento em que digo Basta!”
Famalicão oferece Bolsas de Estudo

Sp. Braga: “Chegou o momento em que digo Basta!”

Tributo a Bigotte Chorão marcou Encontros Camilianos

Sp. Braga: “Chegou o momento em que digo Basta!”

Desporto

2015-01-11 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

Técnico decretou blackout às antevisões dos jogos e diz só falar no fim das partidas. Treinador sente falta de protecção e não aceita os comentários à equipa. Sobre o jogo com o Sporting, esta noite (19.15 horas) nem uma palavra.

Ponto final nas conferências de imprensa no Estádio Municipal. Sérgio Conceição surpreendeu os jornalistas, ontem, ao decretar blackout às antevisões aos jogos do Sp. Braga, na sequência do desagrado por diversas situações, nomeadamente, os comentários e análises à equipa. Numa curta declaração - numa conversa sem direito a perguntas - o treinador começou por “rectificar” o que foi dito depois do jogo com o Belenenses, da Taça de Portugal, na quarta-feira, onde “disse que íamos disputar o terceiro lugar com o Sporting, em relação a esta jornada, não em relação ao campeonato”.
“Vi na imprensa a dizerem que os nossos objectivos tinham sido mudados e que elevámos a fasquia. Isso é incorrecto, referi-me ao jogo que íamos ter com o Sporting e à 16.ª jornada. Vi escrito que me esqueci do Vitória, não esqueci, mas o Guimarães tem uma deslocação difícil ao Estádio da Luz e estou convicto que, se ganharmos amanhã [hoje], estaremos em terceiro lugar”, explicou.
Numa conferência que contou com todos os elementos da equipa técnica, Conceição não escondeu a mágoa por não ver a equipa valorizada.
“Se caísse aqui em Portugal de pára-quedas, e não soubesse como tinha sido o trajecto das equipas, sinceramente via o Sp. Braga em função do que ouço e já me começa a cansar: agressividade; um treinador que deu dois murros na mesa; discurso muito forte perante os jogadores; não sabia que o Sp. Braga tinha ganho 7-1, nem que tinha tido um trajecto até este momento fantástico. Em relação ao ano passado, é fabuloso, um trabalho incrível destes jogadores. Sabia sim que havia aqui uma agressividade enorme, um discurso quase de intimidar os jogadores. Estou saturado, muito sinceramente, daquilo que ouço”, confessou. E prosseguiu. “Não ouço dizer que a organização do Sp. Braga é fantástica, dos vários momentos de jogo, transição defesa/ataque e do talento e inspiração dos jogadores. Ninguém fala do que é a qualidade do Sp. Braga como equipa.”
Sérgio Conceição elogiou a “capacidade de trabalho” de todos os elementos da equipa técnica - “a deitarem-se, por vezes, às cinco e seis da manhã” - e foi cáustico.
“Há quatro anos que treinámos e o nosso percurso tem sido ascendente, não tem sido de maneira nenhuma com pagar almoços a alguns jornalistas, com empresários por trás. Acredito que a minha imagem não é simpática, mas na minha vida sou simpático, quem me conhece sabe disso. Acredito que só se tem sucesso nesta profissão quando há três características que se conjugam: mensagem/discurso; trabalho e resultados. E é, completamente, diferente de lobbies, com empresários e bitaiteiros”.
Por tudo isto, revelou, deixando ainda um recado interno: “enquanto não for, institucionalmente, obrigado a falar, não faço mais nenhuma antevisão aos jogos. Não tenho ninguém que me defenda, nem à minha equipa técnica. Falam sempre ou comentam no sentido pejorativo e isso não admito. Tenho as costas bem largas, mas tenho de me focar naquilo que é o meu trabalho. Só quando for obrigado a falar, no fim dos jogos, é que falo. Antevisões e entrevistas não falo mais”. E finalizou. “Obviamente, não é pelas pessoas que estão aqui, criámos uma empatia entre nós, porque são quase sempre as mesmas pessoas semanalmente, mas por tudo aquilo que se passa e por tudo aquilo que se comenta. Chegou o momento em que digo basta”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.