Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Sessão solene marca início das comemorações dos 50 anos do Grupo Folclórico de São Paulo de Barroselas
Liga de Amigos do Hospital lança fundo solidário para a compra de equipamentos

Sessão solene marca início das comemorações dos 50 anos do Grupo Folclórico de São Paulo de Barroselas

Centro de Rastreio móvel de Famalicão começa a funcionar na próxima segunda-feira

Sessão solene marca início das comemorações dos 50 anos do Grupo Folclórico de São Paulo de Barroselas

Alto Minho

2020-02-17 às 13h01

Redacção Redacção

José Maria Costa referiu ainda a importância de ser feita uma reflexão mais alargada sobre o papel do Museu do Traje e os grupos folclóricos para a cativação de mais jovens para a causa da etnografia e da cultura popular, bem como a afirmação deste património como património nacional.

O Grupo Folclórico de São Paulo de Barroselas está a assinalar, ao longo de 2020, os 50 anos de existência. O programa comemorativo do meio século de existência incluiu, este domingo, a Sessão Solene de abertura das celebrações, num momento que contou com a presença do autarca de Viana do Castelo, dos vereadores da Cultura e do Desporto, da presidente da Assembleia de Freguesias e presidente da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro e do presidente da Associação de Grupos Folclóricos do Alto Minho, responsáveis pelo grupo e pelos Passionistas, para além de convidados e entidades.
Na sua intervenção, o autarca vianense elogiou o trabalho e a dedicação do grupo na preservação da cultura e da identidade do Vale do Neiva ao longo dos anos, referindo ainda a importância que os grupos folclóricos tiveram e têm na preservação da nossa cultura popular e também na transmissão de valores às novas gerações.
José Maria Costa referiu ainda a importância de ser feita uma reflexão mais alargada sobre o papel do Museu do Traje e os grupos folclóricos para a cativação de mais jovens para a causa da etnografia e da cultura popular, bem como a afirmação deste património como património nacional.
No final da sessão, o presidente da Direção, Padre Nuno Filipe Martins, em nome da direção, homenageou os dois fundadores do grupo.
O primeiro nome dado ao Grupo S. Paulo da Cruz foi simplesmente “Grupo S. Paulo”. Nasceu quando se formaram os primeiros Missionários Passionistas Portugueses, cujos primeiros anos de formação tiveram lugar no Seminário de Barroselas. O grande impulsionador do grupo foi o Padre João Bezerra, dando os primeiros passos para a sua fundação no ano 1966. O Grupo S. Paulo começou por ser um Grupo de Teatro e de Desporto, tendo o Setor do Folclore sido fundado em 1970. Atualmente, o grupo conjuga Folclore, Coral, Teatro, Juventude e Desporto.
O Grupo Folclórico de São Paulo de Barroselas tem como missão divulgar o património etnográfico dos povos do Vale do Neiva. Rigoroso na recolha, preservação, estudo e divulgação do folclore, etnografia, e da cultura popular, tem tudo feito para dignificar a sua imagem e a da terra que representa.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho