Correio do Minho

Braga, sábado

Secundária de Amares assinalou o Dia da Internet Mais Segura
Guimarães pretende ser exemplo para o mundo na integração das comunidades ciganas e migrantes

Secundária de Amares assinalou o Dia da Internet Mais Segura

Lusitar celebra 15 anos com jornada de convívio entre coladoradores

Ensino

2013-02-08 às 11h13

Redacção

A Biblioteca da Escola Secundária de Amares assinalou, no dia 5 de fevereiro o Dia da Internet Mais Segura 2013. Este ano, o tema aglutinador foi “Os Direitos e os Deveres na Internet” e o slogan 'Liga-te, mas com respeitinho…'.

A Biblioteca da Escola Secundária de Amares assinalou, no dia 5 de fevereiro o Dia da Internet Mais Segura 2013. Este ano, o tema aglutinador foi “Os Direitos e os Deveres na Internet” e o slogan 'Liga-te, mas com respeitinho…'. Na ocasião realizou-se uma palestra subordinada ao tema “Redes Sociais: Podemos ou não confiar? A sessão esteve a cargo do Professor Doutor Henrique Santos, do Departamento de Sistemas de Informação da Escola de Engenharia, da Universidade do Minho. Henrique Santos é autor de diversas publicações e é reconhecidamente um dos maiores especialistas portugueses nas áreas da segurança em sistemas de informação e segurança em redes de computadores.
A palestra foi dirigida a toda a comunidade educativa mas vocacionada particularmente para os alunos do ensino secundário, utilizadores frequentes das redes sociais. Na ocasião, este especialista reconheceu a importância e utilidade das redes sociais mas alertou os ouvintes para os cuidados a ter na sua utilização, demonstrando a facilidade de cometer erros ou de alguém se ver envolvido em situações desagradáveis. Confrontou os presentes com diversas situações comuns que podem configurar comportamentos de risco: a publicação de informação pessoal em sites públicos, incluindo fotografias; o envio de informação pessoal a alguém que não se conhece; a abordagem de assuntos de sexo com alguém que não se conhece pessoalmente; o acesso a sites pornográficos (frequentemente commalware); a transferência de ficheiros através do mecanismo P2P (e.g. BitTorrent); a utilização de nicknames com conotações sexuais; a partilha de “amigos” desconhecidos através das redes sociais; a realização de comentários ofensivos (ou difamatórios) sobre racismo e violência; a realização de plágio e a violação de direitos de autor; e a abertura de anexos desconhecidos de mensagens consideradas “autênticas”.
A palestra permitiu aos presentes ganharem uma maior consciência dos riscos existentes e obterem mecanismos de defesa na utilização da internet e, particularmente, das redes sociais. Resultou, ainda, claro que a prevenção e a consciencialização para uma utilização responsável da internet tem de ser uma tarefa desenvolvida, diariamente, com os jovens, pela escola, pelas famílias e por outras entidades.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.