Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Secretário de Estado da Economia assinala “sinais positivos” na retoma económica
‘Chegou a farra’ à loja Pingo Doce do Braga Parque

Secretário de Estado da Economia assinala “sinais positivos” na retoma económica

Vitória mantém forte aposta na juventude para reforçar plantel

Secretário de Estado da Economia assinala “sinais positivos” na retoma económica

Vale do Ave

2020-06-28 às 10h14

Redacção Redacção

João Correia Neves, secretário de Estado Adjunto e da Economia, esteve de visita a duas empresas têxteis de Guimarães esta sexta-feira, onde destacou “a colaboração” entre empresas e governo na retoma da economia.

“Verificamos alguns sinais positivos de retoma, sendo assinalado pelas empresas por onde passei. Esperamos que os próximos meses estejam mais dentro daqueles meses normais”, afirmou João Correia Neves, secretário de Estado Adjunto e da Economia, durante uma visita a duas empresas têxteis de Guimarães, esta sexta-feira.
Depois da visita às empresas de Guimarães, a Lameirinho (em Pevidém) e a JF Almeida (em Moreira de Cónegos), o secretário de Estado Adjunto e da Economia, deu conta que “há sempre questões que podem ser melhoradas”, mas expressou que não existe sentimento de revindicação.

“Existe um sentimento de colaboração entre as empresas e o governo na retoma da economia. Foram tomadas muitas medidas, moratórias bancárias, quer os empresários e as pessoas compreendem muito bem o trabalho de responsabilidade que temos feito”, salientou João Correia Neves.
O responsável governamental foi acompanhado nesta visita pelo presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, pelo vereador Ricardo Costa e ainda pelo presidente executivo do Gabinete de Crise e da Transição Económica, António Cunha.

Refira-se que estas visitas tiveram o objectivo de promover o contacto de proximidade com os empresários num período difícil, após a quebra de produção no período de situação pandémica.
A Câmara Municipal de Guimarães está a dar uma resposta a este nível através do Gabinete de Crise e de Transição Económica, tendo já definido a implementação da Academia de Transformação Digital na antiga Fábrica do Alto. Este é um projecto que visa afirmar o território vimaranense como um centro de competências do futuro, através da investigação e produção de conhecimento.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho