Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Salvação passa a ser milagre
Fast food diferenciado no Crave Burgers

Salvação passa a ser milagre

Grupo Casais reconhecido com prémio nacional

Salvação passa a ser milagre

Desporto

2024-04-16 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

FC Vizela, derrotado em casa pelo Chaves, cai para o último lugar a cinco jornadas do fim. Manutenção é cenário cada vez mais improvável. A sorte anda de costas voltadas com os minhotos.

Citação

Novo capítulo no calvário que tem sido esta ponta final de campeonato para o Vizela. Foi a quarta derrota seguida paras os minhotos, que trocaram de posição com o Chaves, caíram para o último lugar, e já muito dificilmente escaparão à queda directa na II Liga.
Numa primeira parte eléctrica, disputada ao milímetro e sempre com grande intensidade, os vizelenses tiveram uma entrada auspiciosa, que prometia um desfecho bem diferente daquele que mais tarde se confirmou. Aos 25 minutos, os minhotos já tinha conquistado sete cantos e ameaçado a baliza de Hugo Souza numa mão cheia de ocasiões, com Petrov a testar por duas vezes, de meia distância, a atenção do guardião flaviense.
O Chaves ia conseguindo esticar a equipa em algumas transições, sorrindo-lhe a sorte do jogo perto da meia-hora, quando Kelechi rematou de meia-distância, com a bola a desviar em Jota e a trair o guardião Ruberto, para aquele que acabaria por ser o único e decisivo golo da parte.
Um azar nunca vem só, lá diz o ditado, e o Vizela pôde comprovar essa teoria, perdendo gás com as lesões de Busnic e Petrov, este último que estava a ser o mais inconformado e ameaçador para a baliza transmontana - o sérvio torceu o joelho e pode ter terminado a época, à imagem do que já sucedera com Bruno Costa. Até por aí o Vizela se pode queixar da falta de sorte, visível também numa excelente oportunidade criada ainda na primeira parte, quando um remate em boa posição, que levava o caminho da baliza de Hugo Souza, acabou travado por um outro jogado vizelense.
Na segunda parte o Chaves limitou-se a gerir a vantagem preciosa e o Vizela nunca conseguiu criar periogo, ficando agora a seis pontos do lugar de play-off e a sete da primeira equipa aima da linha de água, quando estão ainda 15 pontos em disputa.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho