Correio do Minho

Braga,

- +
Responsabilidade Social foi o mote do Kick-off do Campeonato Europeu Universitário de Futsal 2019
‘Trapos’ que fazem a diferença na vida de pessoas especiais

Responsabilidade Social foi o mote do Kick-off do Campeonato Europeu Universitário de Futsal 2019

Crianças da Santa de Vila Verde visitam Regimento de Cavalaria em Braga

Responsabilidade Social foi o mote do Kick-off do Campeonato Europeu Universitário de Futsal 2019

Desporto

2019-07-11 às 21h22

Redacção Redacção

Jogo de futsal opôs as equipas masculina e feminina da AAUMinho à equipa de crianças do Projeto Geração Tecla.

Está dado o Kick-off do Campeonato Europeu Universitário de Futsal 2019. A iniciativa juntou as equipas que vão representar a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUMinho) no Europeu Universitário com crianças do Projeto “Geração Tecla", num momento de descompressão e convívio que visou a apresentação do evento à comunidade, promovendo, simultaneamente, o desporto universitário como meio de inclusão.


O Complexo Desportivo de Gualtar foi o palco da ação de Responsabilidade Social que trouxe ao campus universitário cerca de 30 crianças que muito apreciaram a atividade. Uma dessas crianças foi Carlos Maia que disse ter gostado “muito de participar e jogar com jogadores a sério”. Também a colega de equipa, Sara Nascimento, se mostrou muito satisfeita com a iniciativa, salientando o facto de ter sido uma atividade diferente. “Foi ótimo vir à Universidade jogar futsal”, concluiu. António Salazar, que tem como ídolo o jogador de futebol Cristiano Ronaldo, divertiu-se muito a jogar futsal, nas suas palavras “foi fixe e muito divertido”.

A iniciativa foi aproveitada para uma antevisão à prestação das equipas da AAUMinho no Europeu Universitário de Futsal que arranca já no próximo dia 15 de julho.

A jogar em “casa” as duas formações minhotas anteveem uma boa prestação e chegar às medalhas é um dos objetivos. “Estamos a trabalhar para termos uma boa prestação, sabemos das dificuldades que vamos encontrar, mas o nosso objetivo é chegar às medalhas”, afirmou o treinador da equipa masculina, Anselmo Calais. Apontando como ponto forte da sua equipa “o coletivo", Calais garante que “já jogam juntos há algum tempo, por isso esperamos um bom desempenho”. Sublinhando que a forma de estar nos europeus universitários “é diferente”, confessa que não tem bem a noção do que vai encontrar, dado que pode haver muitas surpresas.

Já o treinador da equipa feminina, Luís Silva assumiu que falar de expectativas num europeu universitário “é difícil”, garantindo que a equipa “está a trabalhar, está a criar rotinas de treino para depois poder enfrentar todas as situações possíveis”. O treinador afirma que a equipa “está bem, está a treinar na máxima força para dar o seu melhor no campeonato”. Sublinhando que o fator casa será um ponto a favor, Silva afirma que é sempre melhor jogar dentro de portas, com o apoio do público, no nosso país. “É sempre uma motivação extra e dá-nos algumas garantias”, disse.

Esperando um grande campeonato, a capitã da equipa feminina, Filipa Mendes, disse esperar que este seja um evento espetacular em Braga. “Já estive em outros europeus, mas jogar em casa é diferente. Espero que a cidade e a comunidade adiram ao evento desportivo internacional e que este seja um momento marcante.”

Sobre as perspetivas, a atleta disse que a equipa está a trabalhar “muito”, salientando que as atletas estão “ansiosas que comece”. Tendo a noção da qualidade de algumas das equipas que estarão a participar, Filipa garante que o objetivo é “chegar à final e ganhar".

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.