Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Reparação do piso da Rua Frei José Vilaça em Junho
Município da Póvoa de Lanhoso implementa a primeira “Aldeia Segura Pessoa Segura”, em Sobradelo da Goma

Reparação do piso da Rua Frei José Vilaça em Junho

Diogo Jota, Gonçalo Ramos e Nuno Mendes efetuam trabalho condicionado

Reparação do piso da Rua Frei José Vilaça em Junho

Casos do Dia

2024-05-24 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Garantia foi dada pela vereadora das Obras Municipais, Olga Pereira, que revelou que a obra é da responsabilidade da Câmara Municipal de Braga e da AGERE e que vai iniciar no próximo dia 3 de Junho. Automobilistas receiam acidente.

Citação

A Câmara Municipal de Braga vai avançar com a reparação do piso da Rua Frei José Vilaça no próximo dia 3 de Junho. A garantia foi dada pela vereadora das Obras Municipais na Câmara Municipal de Braga.
Olga Pereira explicou que se trata de uma obra “partilhada entre a Câmara Municipal de Braga e a AGERE. Já fizemos os procedimentos e as obras vão iniciar no dia 3 de Junho.”
A vereadora Olga Pereira indicou que as obras vão custar cerca de 9600 euros e têm a duração de dois dias.

O certo é que o aluimento do piso da Rua Frei José Vilaça, junto ao acesso para a Quinta dos Apóstolos, em Ferreiros, está a causar aprensão junto de alguns automobilistas.
O piso aluiu no início do ano e até agora apenas foi sinalizado com mecos e fitas de plástico.
“Eu passo ali pelo menos duas vezes por dia e tenho receio que a minha carrinha caia num buraco. A cratera está a ficar cada vez maior e os autocarros e camiões já têm dificuldade em passar. Espero que não aconteça uma desgraça”, disse Ricardo Oliveira, morador na freguesia de Sequeira.

A presidente da União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves, Carolina Teixeira, garantiu que já denunciou a situação à Infraestruturas de Portugal (IP), “há cerca de cinco meses”, mas só ontem obteve resposta.
“Responderam ao email à 1.30 horas de ontem, a dizer que a obra é da responsabilidade da AGERE e que já foi enviada uma notificação à empresa”, disse a autarca. Carolina Teixeira explicou que o aluimento do piso se deve “a uma conduta de água que foi colocada há um ano e pouco. A conduta liga à rotunda junto à via rápida, mas aquilo nunca ficou bem feito. Já houve intervenções mas não resolveram o problema.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho