Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Área de Paisagem Protegida foi reforçada com nova plantação
Trinta anos se passaram desde aquela tarde

Área de Paisagem Protegida foi reforçada com nova plantação

Expansão chega à Trofa

Área de Paisagem Protegida foi reforçada com nova plantação

Alto Minho

2023-02-05 às 06h00

Redacção Redacção

Dia Internacional foi assinalada na Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos com uma acção de reflorestação.

Citação

A Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e São Pedro de Arcos, reconhecida, em 2005, como Zona Húmida de Importância Internacional, ao abrigo da Convenção de Ramsar, assinalou na passada quinta--feira, 2 de Fevereiro o Dia Internacional das Zonas Húmidas.
A iniciativa, que também teve enquadramento no projecto ‘Ponte de Lima: Pulmão do Alto Minho’, focou-se na arborização da faixa de gestão de combustível no troço da estrada municipal 524, com cerca de 1,8 quilómetros, entre a aldeia da Cabração e o limite do concelho de Ponte de Lima com o concelho de Vila Nova de Cerveira.

A acção resultou de uma parceria entre a Área Protegida, Associação Florestal, Junta de Freguesia de Cabração e Moreira do Lima e Comunidade Local do Baldio de Santa Maria da Cabração. O vereador da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Gonçalo Rodrigues, que detém os pelouros do Ambiente e Espaços Verdes e das Florestas, identificou os objectivos desta acção “que, naturalmente, passam em primeiro lugar, por assinalar a Dia Internacional das Zonas Húmidas”, mas também por constituir “um sinal de reconhecimento da importância que é conferida pela Área Protegida ao restante território da bacia hidrográfica do rio Estorãos, tendo em consideração que, ao estar localizada no último terço da bacia, a Área Protegida e Zona Húmida de Importância Internacional funciona como um espaço colector da mesma absorvendo, por conseguinte, um conjunto de efeitos que são promovidos a montante do espaço classificado.”

Gonçalo Rodrigues destacou o contributo da acção para o projeto ‘Pulmão do Alto Minho’ no qual, entre outras acções, é pretendida a criação de uma infraestrutura verde que possa perdurar no tempo e no espaço em áreas, tal como a que estamos aqui a executar, que possam conectar-se entre si aumentando a resiliência do território, a transferência de valores naturais e estética da paisagem.”
Marcaram presença nesta actividade a Comunidade Local do Baldio de Santa Maria da Cabração, que louvou a iniciativa da autarquia pela visão estratégica revelada em matéria de floresta, populares da freguesia e Junta de Freguesia de Cabração e Moreira do Lima, técnicos do Gabinete Técnico Florestal e da Área Protegida do Município de Ponte de Lima e técnicos e sapadores florestais da Associação Florestal do Lima. Como sempre, dada a importância da educação ambiental no contexto destas acções, marcaram ainda presença os alunos da turma do 3.º ano da Escola Básica do 1.º Ciclo de Arcozelo, que ajudaram a na plantação de espécies autóctones, desde carvalhos, salgueiros, castanheiros e nogueiras.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho