Correio do Minho

Braga,

- +
Rúben Amorim: “Vitória justa, fomos superiores a jogar contra 11 e contra 10”
Arcos de Valdevez convida a visitar “destino seguro e muito acolhedor”

Rúben Amorim: “Vitória justa, fomos superiores a jogar contra 11 e contra 10”

Famalicão: Requião vai ter pavilhão multiusos

Rúben Amorim: “Vitória justa, fomos superiores a jogar contra 11 e contra 10”

Desporto

2020-01-22 às 06h00

Miguel Machado Miguel Machado

Rúben Amorim continua invencível no comando do SC Braga e não escondeu a alegria pela passagem à final da Taça da Liga. Treinador sublinhou que os Guerreiros foram melhores que o Sporting.

Quatro jogos, quatro vitórias para o SC Braga liderado por Rúben Amorim, esta última com sabor especial pois vale a final da Taça da Liga, a terceira da história do clube bracarense nesta competição. Jovem treinador reconheceu que foi difícil, mas que os Guerreiros venceram com toda a justiça.
“O grupo está de parabéns. Fez um excelente jogo. Estava difícil, mas conseguimos ganhar no final do jogo. Foi uma vitória justa do SC Braga”, afirmou o timoneiro dos Guerreiros.

“É importante para o SC Braga estar nas finais. É importante ter estas vitórias consecutivas. O SC Braga teve sempre o controlo de jogo, tirando talvez os últimos 15 minutos da primeira parte, porque perdemos alguma pressão no meio. Depois da expulsão, perdemos espaço. Tentámos cruzamentos, tentámos o Rui [Fonte], o Galeno na esquerda. O SC Braga foi superior a jogar contra 11 e contra 10”, destacou Rúben Amorim.
Treinador dos Guerreiros referiu ainda que esta foi a melhor exibição da equipa desde que tomou conta da equipa.

“Há muita gente a querer a minha primeira derrota. Vou tentar adiá-la ao máximo. O grupo vai continuar a trabalhar. Quero que os jogadores sintam que há coisas que podem mudar a época. O Braga, hoje, fez uma exibição mais completa do que frente ao Belenenses SAD (vitória 7-1) e no Dragão (2-1). Foi o melhor jogo dos quatro. Temos um plantel competitivo, jogadores de muita qualidade, que já passaram pelos 'grandes', mas não conseguiram vingar. Hoje era importante sermos melhores do que o Sporting e fomos”.
Sobre o adverário para a final, Rúben Amorim disse não ter nenhuma preferência.
“A minha preferência é estar na final. O Vitória e o FC Porto são duas equipas excelentes. Vamos esperar para ver”, referiu, reconhecendo, no entanto, que uma final minhota “traria alguma outra coisa à equipa, por causa da cidade e dos adeptos.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho