Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
PSD confirma 13 candidatos a Câmaras do Minho
Obras na EN203 são “urgentes”

PSD confirma 13 candidatos a Câmaras do Minho

Júlia Fernandes classificou projecto Medivida de "extrema importância”

PSD confirma 13 candidatos a Câmaras do Minho

Braga

2021-03-04 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

PSD nacional anunciou ontem a recandidatura de 11 presidentes de Câmara do Minho e confirmou as candidaturas de Bruno Fernandes a Guimarães e Manuel Teixeira a Cabeceiras de Basto.

O PSD anunciou ontem a recandidatura de sete presidentes da Câmara do distrito de Braga e de quatro do Alto Minho. Em conferência de imprensa, na sede nacional do partido, foi ainda divulgado que Bruno Fernandes será o candidato do PSD à Câmara de Guimarães e Manuel Teixeira oi candidato a Cabeceiras de Basto.
O secretário-geral e coordenador autárquico nacional do PSD, José Silvano, anunciou ontem o nome de mais 100 candidatos às autárquicas, dos quais 77 são recandidaturas.
“São presidentes de câmara que se podem recandidatar na hora e momento que desejarem porque têm homologação garantida da direcção nacional”, anunciou José Silvano.
A lista de recandidatos do PSD incluiu assim Manuel Moreira em Amares, Ricardo Rio em Braga, Benjamim Pereira em Esposende, Avelino Silva na Póvoa de Lanhoso, Manuel Tibo, por Terras de Bouro, António Barbosa em Vieira do Minho, e Paulo Cunha em Vila Nova de Famalicão.
Este anúncio terá apanhado de surpresa alguns autarcas que consideram prematuro confirmar candidaturas antes de as mesmas terem aval das estruturas locais. Além de Ricardo Rio (ler notícia ao lado), também Benjamim Pereira foi apanhado de surpresa. O autarca de Esposende disse ao ‘Correio do Minho’ que “fica satisfeito” por o partido reconhecer o seu trabalho, mas confessa que foi apanhado de surpresa uma vez que o assunto ainda não foi debatido a nível local. “A minha eventual recandidatura dependerá sempre da comunidade, das forças vivas do concelho, dos presidentes de Junta e das forças locais do partido, obviamente”, referiu, deixando entender que considera prematura a iniciativa tomada pelo partido nacional.
Relativamente ao distrito de Braga, foi ainda confirmada a candidatura de Bruno Fernandes a Guimarães. Vereador na oposição, Bruno Fernandes é o líder da Concelhia laranja. É natural de S. Torcato, vila onde exerceu o cargo de presidente da junta durante 12 anos.
Foi igualmente confirmada a candidatura de Manuel António Teixeira à Câmara de Cabeceiras de Basto.
Em Braga, falta ainda confirmar pelo PSD nacional os candidatos a Vila Verde e a Celorico de Basto, autarquias onde os actuais presidentes, António Vilela e Joaquim Mota e Silva, respectivamente, atingem o limite de mandatos e não se poderão recandidatar.
Recorde-se que mo caso de Celorico de Basto, em Outubro, a Concelhia tinha anunciado Peixoto Lima, técnico superior no Município, como candidato, um nome aprovado por unanimidade.
No caso de Vila Verde, ainda não é conhecida uma decisão.
Relativamente ao Alto Minho, estão confirmadas as recandidaturas de João Esteves em Arcos de Valdevez, António Barbosa em Monção, Augusto Marinho em Ponte da Barca e Manuel Lopes em Valença.
O presidente de Monção já disse sentir-se “lisonjeado” com a inclusão do seu nome na lista de recandidaturas anunciadas pelo PSD, mas António Barbosa considerou que, “nesta altura, é um não assunto”.
Na conferência de imprensa, José Silvano fez questão de salientar que a comissão nacional autárquica começou a trabalhar há cerca de um ano “sem foguetório” e imune “ao que se dizia na comunicação social”.
“Nas próximas semanas continuaremos este trabalho, de maneira a que, no dia 31 de Março, prazo sempre estimulado por nós, terá esse processo de candidaturas concluído”, afirmou. Silvano garantiu, por outro lado, que a comissão autárquica não tem feito “um trabalho passivo”.
“Não nos temos remetido ao papel burocrático de receber candidaturas das concelhias e distritais sem ter um juízo crítico nalgumas situações sobre a valia eleitoral dos candidatos”, disse.
O secretário-geral justificou que “quando necessário” esta estrutura assumiu e assumirá a responsabilidade de rejeitar nomes indicados pelas estruturas locais.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho