Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Projeto desenvolvido na UMinho vence prémio internacional de inovação
Município de Ponte de Lima procedeu à assinatura do Auto de Consignação da Empreitada de "Arranjos Exteriores da EB 2,3 de Arcozelo"

Projeto desenvolvido na UMinho vence prémio internacional de inovação

Polícia Municipal agredida à entrada do Hospital de Braga

Projeto desenvolvido na UMinho vence prémio internacional de inovação

Ensino

2019-11-14 às 19h21

Redacção Redacção

Trabalho desenvolvido por Inês Rito Lima visa contribuir para a evolução da condução autónoma e venceu Altice International Innovation Awards

Inês Rito Lima, mestre em Engenharia Biomédica na Universidade do Minho (UMinho) e investigadora na área de Software e Sistemas de Snformação do DTx – Laboratório Colaborativo em Transformação Digital, é uma das vencedoras da 3ª edição dos Altice International Innovation Awards (AIIA), na categoria Academia, com o projeto “Neural Motor Behaviour in Extreme Driving”. A investigadora recebe um prémio de 25 mil euros pelo projeto selecionado de uma lista de mais de 90 candidaturas com investigações relacionadas com a inteligência artificial, big data e telecomunicações. A cerimónia de entrega de prémios decorreu ontem, no palco do cineteatro Capitólio, no Parque Mayer, em Lisboa.
 
O projeto desenvolvido por Inês Rito Lima no âmbito da dissertação de mestrado, realizada na UMinho e no Imperial College London, no Reino Unido, visa contribuir para a evolução da condução autónoma, explorando o cruzamento e a análise da informação recolhida sobre as reações neurocognitivas e neuromotoras, com o objetivo de avaliar e prever o desempenho otimizado do ser humano em condições extremas de condução. Com recurso eletroencefalogramas, sistemas de monitorização do olhar e acelerómetros e giroscópios que acompanham movimentos dos membros, a investigadora minhota extraiu os dados da atividade cerebral e das reações que um condutor assume durante a condução. O projeto teve por base a extração de dados de Lucas Di Grassi, piloto de Formula E (a equivalente à Formula 1 com carros elétricos), enquanto conduzia um carro em condições consideradas complexas ou de extrema dificuldade.
 
“Receber o AIIA é uma grande realização pessoal. É uma enorme felicidade ver o trabalho reconhecido, sentir o apoio e interesse da comunidade científica e empresarial, e fazer parte da evolução da sociedade. Creio que este trabalho envolve várias vertentes tecnológicas, aplicadas a um área de investigação onde se espera uma grande inovação e transformação, a dos veículos autónomos”, referiu Inês Rito Lima.

Os Altice International Innovation Awards, maior prémio pecuniário atribuído em Portugal na área da inovação, têm como objetivo promover o talento tecnológico, a engenharia e o empreendedorismo desenvolvidos em Portugal e em França, países onde a empresa atua. Inteligência Artificial, IoT (Internet of Things), Big Data ou Blockchain são as principais áreas dos projetos que estiveram a concurso. O júri dos Altice International Innovation Awards é constituído por Alcino Lavrador, diretor-geral da Altice Labs, Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal, Ana Costa Freitas, reitora da Universidade de Évora, António Bob Santos, administrador da Agência Nacional de Inovação, António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial de Portugal, Christophe Delaye, chief information and network officer da Altice France, Nicolas Mattlé, vice-presidente wireless e B2B da Altice USA Mobile, Ricardo Costa, jornalista e diretor do Grupo Impresa, e Rui Ferreira, vice-presidente da Portugal Venture.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.