Correio do Minho

Braga, terça-feira

Presidente da Câmara deu a conhecer aos Cabeceirenses a grande obra de requalificação do Campo do Seco em sessão de esclarecimento
Esposende candidata-se à rede de oferta turística náutica

Presidente da Câmara deu a conhecer aos Cabeceirenses a grande obra de requalificação do Campo do Seco em sessão de esclarecimento

Amares atribui 25 bolsas a alunos do ensino superior

Vale do Ave

2019-02-11 às 22h22

Redacção

Espaço público renovado, mais moderno e mais cómodo

Dezenas de pessoas participaram na passada sexta-feira, dia 8 de fevereiro, na sessão de esclarecimento sobre a grande empreitada do Campo do Seco, uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto que contou com a presença do presidente da Câmara, Francisco Alves, dos vereadores e presidentes de Juntas de Freguesia, técnicos do Município, moradores, comerciantes e público em geral. A sessão decorreu no auditório da Casa do Tempo.

Depois de cumprimentar e de dar as boas-vindas a todos, o presidente da Câmara Municipal falou da importância da obra, bem como das dificuldades que serão sentidas ao longo do próximo ano, durante o qual decorrerá a empreitada de requalificação do Campo do Seco.

Coube ao Eng. Pedro Sousa, vereador das Obras Municipais e Espaço Público, apresentar o projeto de reabilitação urbana do Campo do Seco. Para além dos objetivos desta intervenção de grande envergadura, o vereador descreveu a situação atual, enumerando os estudos preparatórios que foram efetuados. O autarca deu igualmente a conhecer à plateia o projeto e a obra do Campo do Seco, falando ainda da relocalização da feira semanal.

A obra arranca já amanhã, dia 12 de fevereiro, sendo a feira semanal relocalizada para a Praça Arcipreste Francisco Xavier de Almeida Barreto, mais concretamente para o Mercado Municipal e zona adjacente, bem como para a Rua Fonte de S. João, na próxima segunda-feira, dia 18 de fevereiro.

No final, depois de responder às várias questões apresentadas pelo público presente no auditório, o presidente da Câmara apelou à compreensão de todos para os transtornos que esta obra de grande envergadura vai causar. “Será um ano difícil mas é por uma boa causa”, destacou o edil, sublinhando que “depois da obra concluída o saldo será certamente muito positivo”.

O Campo do Seco será dotado de todas as infraestruturas básicas, ficando totalmente renovado, mais bonito, cómodo e funcional.

Afirmando tratar-se de uma “obra estruturante para a vila”, Francisco Alves destacou: “trabalhamos pelos Cabeceirenses e para os Cabeceirenses”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.