Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Presidente da Câmara Municipal pede intervenção da Embaixadora de Espanha em Portugal
Esposende abre candidaturas para apoios sociais e de transporte para alunos

Presidente da Câmara Municipal pede intervenção da Embaixadora de Espanha em Portugal

Desconfinamento atrai mais clientes às lojas e significa esperança na retoma económica

Presidente da Câmara Municipal pede intervenção da Embaixadora de Espanha em Portugal

Alto Minho

2021-02-27 às 16h16

Redacção Redacção

Novo investimento no Polígono Industrial de Balaídos (Vigo)

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, endereçou uma missiva à Embaixadora de Espanha em Portugal, Marta Batanzos Roig, no sentido de ser encontrada uma solução que permita avançar com o investimento do Governo de Espanha na nova Linha de Muito Alta Tensão, em Vigo, com a criação de uma subestação elétrica por forma a garantir a consolidação e ampliação do Polígono Industrial do grupo PSA.
O autarca de Viana do Castelo refere, na carta, que a consolidação deste polígono industrial da PSA - que é a maior fábrica do sector automóvel na Península Ibérica - é muito importante para o território do Noroeste Peninsular, onde o Alto Minho se inclui, uma vez que a PSA trabalha com muitas empresas fornecedoras de componentes automóveis que se instalaram no Norte de Portugal e na Galiza.
José Maria Costa manifestou esta preocupação à embaixadora de forma a que, no âmbito dos novos programas comunitários que estão disponíveis para os Estados Membros da União Europeia, se possam encontrar instrumentos financeiros necessários à instalação da referida infraestrutura elétrica de alta tensão em Vigo.
O autarca solicita, por esse motivo, os bons ofícios de Marta Batanzos Roig junto do Ministério da Transição Ecológica e Rede Elétrica para que, no âmbito do seu plano de investimentos para a próxima década, possa ser integrado este investimento, que não é apenas importante para a Galiza como também para toda a região Norte de Portugal.
O sector automóvel, recorda ainda José Maria Costa, tem registado uma grande expansão e crescimento nos últimos seis anos no Norte e Centro do país com a instalação de inúmeras empresas de fabricação de componentes automóveis. “Este sector empresarial está em franco crescimento e virado essencialmente para a exportação, sendo fundamental para a região norte e gerador de muitos postos de trabalho, grande parte deles muito qualificados”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho