Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Presidenciais: Defensor Moura contra Secção de Tauromaquia no Conselho Nacional de Cultura
Dia das Bandeiras Verdes 2019 no Multiusos de Guimarães

Presidenciais: Defensor Moura contra Secção de Tauromaquia no Conselho Nacional de Cultura

Alexandre e Dima Huryachkov campeões nacionais de Muay Thai

Nacional

2010-09-16 às 19h46

Lusa Lusa

O deputado socialista e candidato à Presidência da República Defensor Moura criticou hoje a criação da Secção de Tauromaquia no Conselho Nacional de Cultura, rotulando-a de “iniciativa infeliz e inoportuna”.

O deputado socialista e candidato à Presidência da República Defensor Moura criticou hoje a criação da Secção de Tauromaquia no Conselho Nacional de Cultura, rotulando-a de “iniciativa infeliz e inoportuna”.

Em comunicado, Moura acrescenta que aquela iniciativa confere “um insólito destaque” aos espetáculos tauromáquicos entre as actividades tuteladas pelo Ministério da Cultura.

“Num país em que, nas últimas décadas, tanto se tem investido na proteção dos animais e na preservação da vida selvagem, é lamentável que se continue a torturar e sacrificar animais em espetáculos públicos, para deleite de alguns, contrariando a sensibilidade da maioria dos portugueses e da comunidade internacional”, lê-se no documento.

Intitulando-se defensor ativo dos Direitos dos Animais, Moura lembrou que teve oportunidade de, como autarca, encerrar a praça de touros e declarar Viana do Castelo a primeira cidade anti-touradas do país.

Garantiu que irá desencadear “as iniciativas legislativas adequadas para, a breve prazo, proibir a emissão de espetáculos tauromáquicos na televisão pública e proibir a entrada de menores nos espetáculos públicos”.

Posteriormente, em sintonia com as associações de defesa dos direitos dos animais, Defensor Moura apresentará uma proposta de proibição dos espetáculos tauromáquicos em todo o território nacional.

Segundo refere, essa proibição dará cumprimento ao constante da Lei nº 92/95, de 12 de setembro, Lei de Protecção dos Animais, que “proíbe todas as violências injustificadas contra animais”.

***Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.