Correio do Minho

Braga, terça-feira

Prado mandou sempre no jogo e aproveitou vantagem numérica
'Arcos à Mesa' apresenta Cabritinho Mamão

Prado mandou sempre no jogo e aproveitou vantagem numérica

Viana do Castelo incentiva utilização dos transportes públicos

Desporto

2019-02-10 às 06h00

Carlos Costinha Sousa

Vitória clara e tranquila da equipa pradense sobre o Ribeirão, por 5-1, alicerçada numa boa capacidade finalizadora na segunda parte e na vantagem de jogar 45 minutos com mais uma unidade.

Uma vitória que não sofre qualquer tipo de contestação, mas que foi construída apenas na segunda parte, perante uma equipa adversária que mostrou muitas dificuldades para reagir às adversidades. O GD Prado derrotou, ontem, o Ribeirão por claros 5-1, num duelo com duas partes distintas.
Os primeiros 45 minutos terminaram com o empate a uma bola no marcador e a igualdade registada mostrava que o equilíbrio tinha sido a nota dominadora do primeiro tempo, apesar de a formação da casa ter-se mostrado sempre um pouco mais a nível ofensivo.

Depois de algumas situações de perigo que rondaram a baliza do Ribeirão - sem eficácia da formação do Prado -, a equipa famalicense poucas vezes conseguiu responder e aproximar-se com perigo do reduto mais defensivo dos pradenses. O primeiro golo da partida surgiu aos 36 minutos, por intermédio de Bonjardim, que lançou a sua equipa para um resultado expressivo.
Mas esse resultado acabou por ser construído apenas no segundo tempo. Isto porque aos 42 minutos a resposta do Ribeirão apareceu por intermédio de Herculano. O ala dos famalicenses recebeu, já dentro da grande área, uma bola que ressaltou em Sobrinho e, na cara do guarda- -redes Cláudio, que ainda tocou na bola, rematou com sucesso para o fundo das redes.

No minuto seguinte os pradenses quase voltaram a marcar, mas o guardião João Cruz defendeu, fora da área, o remate de Bié com a mão e recebeu ordem de expulsão, deixando a sua equipa a jogar com menos uma unidade durante todo o segundo tempo. E o GD Prado aproveitou essa situação para, na segunda metade do jogo, pressionar e avançar para o triunfo.
Logo aos 47 minutos, Ni voltou a colocar os pradenses em vantagem, com um remate cruzado que bateu o guarda-redes Pedro. Apenas sete minutos depois foi a vez de Diego marcar e aumentar para 3-1, depois de uma excelente combinação com Ferreira.

Perante a contrariedade da expulsão de João Cruz e dos golos sofridos, o Ribeirão deixou de conseguir responder e o Prado tomou conta do jogo de forma absoluta.
E os golos foram surgindo. Aos 68 minutos, Bruno Silva surgiu também na cara de Pedro para fazer o quarto golo da equipa orientada por Zé Nuno Azevedo e, em cima do minuto 80, foi a vez de Cláudio conseguir também inscrever o seu nome na lista de marcadores da equipa, com o quinto e último golo da formação pradense.
Com este resultado, a equipa do GD Prado assumiu o segundo lugar da classificação da Pró-Nacional da AF Braga, com apenas menos um ponto que o líder, ainda que seja à condição, uma vez que Santa Eulália, Berço e Porto d’Ave apenas hoje jogam.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.