Correio do Minho

Braga,

- +
Praça do Município acolhe danças folclóricas do mundo
Município de Vila Verde publica Calendário Solidário

Praça do Município acolhe danças folclóricas do mundo

“Queremos um Gil Vicente capaz de fazer valer o factor casa”

Praça do Município acolhe  danças folclóricas do mundo

Braga

2019-07-20 às 06h00

Isabel Vilhena Isabel Vilhena

As danças folclóricas do Mundo estão de regresso à cidade. A 21.ª edição do Festival Internacional de Folclore (FIF) decorre até amanhã na Praça do Município.

As danças folclóricas do mundo estão de regresso à cidade que este ano tem novo palco.
A Praça do Município foi o cenário escolhido para acolher a 21.ª edição do Festival Internacional de Folclore (FIF).

“A mudança para a Praça do Município vai permitir dar às pessoas outro conforto, com mais lugares sentados para apreciarem as coreografias que vão ser montadas. Temos todos ingredientes para três grandes dias de espectáculo”, disse aos jornalistas a vereadora da Cultura, Lídia Dias, na abertura do Festival Internacional de Folclore (FIF) que arrancou com o habitual desfile etnográfico entre a Praça do Município e a Avenida Central.
Durante três dias, a Praça do Município é palco do Festival Internacional de Folclore que conta com a presença de onze grupos folclóricos provenientes de Portugal, Buriácia, México, Bolívia, Servia, Peru, Quénia e Croácia.
As actuações dos grupos acontecem no palco da Praça do Município, pelas 21.45 horas, sendo que no último dia, amanhã, os espectáculos começam às 17 horas.

Lídia Dias realça a “imensa” riqueza deste encontro de tradições e cultura. “O mais bonito deste encontro é a música diferente, os ritmos variados, a explosão de cor e alegria que as outras culturas trazem, tal como a nossa. É assistir este multiculturalismo que sobe ao palco”, sublinhando que este intercâmbio cultural permite conhecer mais um pouco mais da cultura de cada país. “Os grupos nos diferentes dias têm a oportunidade de apresentar diferentes histórias e tradições que têm do seu país, o que permite ter um conhecimento muito maior da cultura de cada um”.

A vereadora da Cultura deu ainda nota “da atractividade turística que o FIF traz a Braga, para além de servir de montra das nossas tradições com actuação dos grupos folclóricos da cidade, designadamente a Rusga de S. Vicente de Braga, Associação Cultural e Festiva ‘Os Sinos da Sé’; o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio; Rancho Folclórico de S. João Baptista de Nogueira; e o Grupo Etnográfico do Baixo Minho.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.