Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Praça do Artesão homenageia trabalho dos artesãos locais
Cónegos mais fortes e eficazes abatem galos muito macios

Praça do Artesão homenageia trabalho dos artesãos locais

Festa da História tem Caminhos de Santiago como referência

Praça do Artesão homenageia trabalho dos artesãos locais

Braga

2019-06-15 às 06h00

Paula Maia Paula Maia

São várias as colectividades presentes neste novo espaço, situado no Largo de São João, onde o artesanato estará em destaque, com particular incidência na concepção de dos instrumentos musicais.

É uma das novidades da edição deste ano das Festas de S. João e promete criar uma nova centralidade dentro do programa, elevando as tradições concelhias no que ao artesanato diz respeito, nas suas várias dimensões.
Localizado no Largo do S. João, a Praça do Artesão abraça várias colectividades locais, nomeadamente o Grupo Dr. Gonçalo Sampaio, a Project’Arte na Tradição, a Associação Ida e Volta, a Artimusica, o Museu dos Cordofones e o projecto Sond’Art.

O fabrico dos instrumentos de cordas, com relevo especial para o cavaquinho e a viola braguesa, assim como os instrumentos de percurssão vão estar em destaque neste novo espaço, mas não só. Por exemplo, a Associação Ida e Volta dá a conhecer também o processo de concepção dos famosos gigantones e cabeçudos.
“Este vai ser um espaço de muita animação”, garantiu ontem, na sessão inaugural, o presidente da associação de festas, Firmino Marques, adiantando que este novo espaço traduz uma descentralização das actividades que se centravam muito na Avenida Central, no centro histórico e no Parque da Ponte.

Firmino Marques realçou a Praça do Artesão constitui também uma homenagem aos muitos artesãos bracarenses que tem levado o nome de Braga pelos quatro do mundo através da musicalidade”, sem esquecer ainda os lenços dos namoradores e a etnografia que chegam a este espaço pelas mãos do Grupo Dr. Gonçalo Sampaio, o rancho mais antigo da cidade.
Além de apresentar os instrumentos com que trabalham, as colectividades aqui repesentadas vão também dar a conhecer aos visitantes as etapas da construção dos mesmo, como por exemplo. Para já estão agendadas visitas ao local de várias associações concelhias.
Ao CM, Firmino Marques diz que estes é uma aposta que será mantida nas próximas edições das Festas de S. João.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.