Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Póvoa de Lanhoso: Sala de Interpretação eleva a arte da filigrana
Fafe quer ser palco mundial de reflexão sobre as grandes causas da Humanidade

Póvoa de Lanhoso: Sala de Interpretação eleva a arte da filigrana

Caminha assinala os 140 anos da chegada do comboio ao concelho

Cávado

2017-06-18 às 08h24

Lurdes Marques

Póvoa de Lanhoso passa a dispor, a partir de agora, da Sala de Interpretação da Filigrana, localizada no edifício da Casa da Botica. A apresentação do espaço, que resultou da reconversão da Sala da Interpretação do Território, decorreu na tarde de ontem, numa cerimónia que integrou, também, a apresentação da Rede de Monumentos e Sítios.

Póvoa de Lanhoso passa a dispor, a partir de agora, da Sala de Interpretação da Filigrana, localizada no edifício da Casa da Botica. A apresentação do espaço, que resultou da reconversão da Sala da Interpretação do Território, decorreu na tarde de ontem, numa cerimónia que integrou, também, a apresentação da Rede de Monumentos e Sítios.
A cerimónia contou com a presença do vereador da Cultura, André Rodrigues, do presidente da Assembleia Municipal, Amândio de Oliveira, do presidente da Junta de Freguesia de Travassos, Manuel Sousa, e diversos artesãos do concelho.

Dignificar ainda mais o trabalho que é feito pelos artesãos do concelho de Póvoa de Lanhoso é um dos objectivos da Sala de Interpretação da Filigrana, como referiu o vereador André Rodrigues.
Ao longo do espaço, são dadas a conhecer peças em filigrana, o processo de produção, ferramentas e máquinas usadas naquela arte, algumas delas com longos anos de vida, numa homenagem aos mestres filigraneiros da Terra da Maria da Fonte.

A apresentação de um vídeo promocional marcou o arranque da Rede de Monumentos e Sítios da Póvoa de Lanhoso, num espaço que pretende agregar o património material e imaterial, assim como a restauração e o alojamento.
O projecto integrará os monumentos e sítios com valor histórico, patrimonial e paisagístico.
“Venha sentir a Póvoa de Lanhoso!” é o convite deixado pelo vídeo promocional.

A par disso, a autarquia apresentou um conjunto de materiais promocionais do concelho, dirigido, essencialmente, para os turistas. Azulejos, lápis, esferográficas, brochuras e blocos de notas são alguns dos artigos promocionais do concelho à venda no Posto de Turismo, Casa da Botica e Centro Interpretativo Maria da Fonte.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.