Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Portugal e Espanha limitam circulação na fronteira
‘Amigos de S. Vicente’ querem manter acesso às Fontainhas

Portugal e Espanha limitam circulação na fronteira

“António Cunha é a pessoa certa para impulsionar o desenvolvimento do Norte”

Portugal e Espanha limitam circulação na fronteira

Nacional

2020-03-15 às 21h07

Redacção Redacção

Portugal e Espanha vão limitar a circulação na fronteira terrestre comum a mercadorias e trabalhadores transfronteiriços por causa da pandemia da Covid-19, anunciou hoje o primeiro-ministro.

Portugal e Espanha vão limitar a circulação na fronteira terrestre comum a mercadorias e trabalhadores transfronteiriços por causa da pandemia da Covid-19, anunciou hoje o primeiro-ministro.
António Costa afirmou que os termos destas limitações serão definidos hoje numa reunião dos ministros dos dois países com a pasta da Administração Interna.
Essa reunião seguir-se-á à dos ministros da Saúde e da Administração Interna da União Europeia em que será abordada a questão das fronteiras externas de toda a União Europeia, disse o primeiro-ministro, numa conferência de imprensa no palácio de São Bento, em Lisboa.
António Costa falou na tarde de ontem, por videoconferência, com o homólogo espanhol, Pedro Sánchez.

O ministro da Administração Interna português, Eduardo Cabrita, e o ministro do Interior espanhol, Fernando Grande-Marlaska, “definirão as regras” de circulação nas fronteiras.
Segundo António Costa, essas regras deverão obedecer a dois princípios: “manter a liberdade de circulação de mercadorias” e “garantir os direitos dos trabalhadores transfronteiriços”.
“Mas haver uma restrição à circulação para efeitos de turismo e de lazer, o que é particularmente importante tendo em conta que, como sabemos, nos períodos das férias da Páscoa há tradicionalmente uma grande afluência de turistas espanhóis a Portugal”, disse António Costa.

“Essas medidas serão acordadas hoje, de forma a garantir que a nossa fronteira terrestre vai continuar a permitir o bom funcionamento das relações entre os dois países, mas a assegurar a segurança que é imprescindível garantir neste momento”, acrescentou.
Segundo o primeiro-ministro, os dois chefes de Governo acordaram agir “sempre em conjunto” na gestão da fronteira comum.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho