Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Portugal e Espanha lideram na inovação tecnológica de baterias a partir de Braga
Guimarães assinalou este domingo o Dia Nacional da Paralisia Cerebral

Portugal e Espanha lideram na inovação tecnológica de baterias a partir de Braga

Chuva intensa inundou ruas e túneis em Braga

Portugal e Espanha lideram na inovação tecnológica de baterias a partir de Braga

Braga

2019-10-10 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

INL quer liderar na inovação tecnológica de baterias. Hoje e amanhã, promove a Conferência Internacional ‘Mission 10.000: Batteries’, que abre com a intervenção de John Goodenough, ontem distinguido com o Prémio Nobel da Química 2019.

Através do INL - Laboratório Internacional de Nanotecnologia, Portugal e Espanha querem liderar na inovação tecnológica de baterias. Através do uso de nanomateriais, o INL pretende obter melhores resultados ao nível da densidade de energia armazenada, aumentar o tempo de vida útil das baterias, alcançar maior eficiência e permitir um carregamento mais rápido.
Lars Montelius, director-geral do INL, realça que “a tendência global para uma acelerada electrificação da sociedade” abre caminho ao esforço, “igualmente importante, na investigação e desenvolvimento de baterias”.
É nesse contexto que o INL promove, hoje e amanhã, a Conferência Internacional ‘Mission 10.000: Batteries’, evento que vai reunir especialistas, investigadores, empresários e entidades com papel relevante na área das baterias e armazenamento de energia eléctrica.

Destaque para a intervenção, em vídeo, do professor John B. Goodenough, da Universidade do Texas (Austin, EUA), co-inventor da bateria de lítio e da tecnologia que deu origem a baterias mais seguras e duradouras. John B. Goodenough, com M. Stanley Whittingham e Akira Yoshino foram ontem distinguidos com o Prémio Nobel da Química de 2019, precisamente, “pelo desenvolvimento de baterias de lítio”, anunciou o Comité do Nobel na Real Academia Sueca das Ciências, em Estocolmo. Os laureados deste ano contribuíram para a possibilidade de “um mundo recarregável”. John B. Goodenough, com 96 anos, é o cientista mais velho a receber o Nobel até agora.
Esta conferência internacional no INL surge assim com actualidade renovada, decorrendo na sequência do Portuguese Summit on Battery 2030, que o INL já organizou e acolheu em Maio.
O INL defende, em comunicado, que Portugal e Espanha podem ter um papel preponderante neste sector, desde logo porque “Portugal detém uma das maiores reservas de lítio europeias, enquanto Espanha já disse estar pronta para investir na refinação, um processo actualmente realizado na China e importado na União Europeia”.

Reunindo uma vasta experiência no desenvolvimento de soluções que permitem melhorar as interfaces onde ocorrem as reacções electroquímicas, o INL pretende, através do uso de nanomateriais, obter melhores resul- tados ao nível da densidade de energia armazenada, aumentar o tempo de vida útil das baterias, alcançar maior eficiência e permitir um carregamento mais rápido. Além da intervenção de John B. Goodenough, os participantes nesta reunião de dois dias vão poder assistir às palestras de de Daniel P. Abraham (Laboratório Nacional de Argonne), Oscar Crespo (CIDETEC Energy Storage), Thore Sekkenes (InnoEnergy Scandinavia AB), Senentxu Lanceros-Méndez (Universi- dade do Minho), Maria Helena Braga (Universidade do Porto), Adélio Mendes (Universidade do Porto), Joaquín Villar Rodríguez (Agência de Energia da Andaluzia), Enrique Romero Cadaval (Universidade da Extremadura), e Mikel Lasa (InnoEnergy Iberia).

“Estou comvencido de que a Conferência Internacional Missiona 10.000 sobre baterias vai contribuir para consolidar este movimento global (de electrificação da sociedade) na Europa”, refere Lars Montellius, realçando que este movimento está a ser articulado através do Manifesto Battery 2030. A Conferência Missional 10.000 - Batteries é organizada no âmbito do Projecto nanoGateway, financiado pelo programa Europeu e Ibérico Interreg, que envolve oito regiões de Portugal e Espanha.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.