Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Ponte ganha parque inclusivo
Estudantes exigem apoios para o Ensino Superior

Ponte ganha parque inclusivo

Aluno da Escola Secundária de Ponte de Lima conquista medalha de bronze nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Matemática

Ponte ganha parque inclusivo

Vale do Ave

2020-10-26 às 08h03

Redacção Redacção

Primeiro parque inclusivo do concelho foi inaugurado na Vila de Ponte, Guimarães. Presidente da autarquia destaca uma “obra completa” que reforça o estatuto de ‘Guimarães Cidade Amiga das Crianças”.

O primeiro parque inclusivo no concelho foi inaugurado na Vila de Ponte. A obra foi concretizada pela Junta de Freguesia de Ponte, com o apoio do Município de Guimarães, contemplando equipamentos de lazer, fitness, mobiliário urbano, rampas de acesso a pessoas com mobilidade reduzida e adequadas a invisuais, parque de estacionamento e espaços ajardinados.
O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, salientou o “exemplo de uma obra completa para servir todos os cidadãos” e com referência para as preocupações ambientais. “Estamos perante uma obra bem conseguida e de referência, quer no âmbito da dimensão social ao proporcionar as condições necessárias para crianças e adultos com mobilidade reduzida, como na área da sustentabilidade com a criação de mobiliário a partir de materiais recicláveis”.

Para Domingos Bragança, com este projecto, Guimarães reforça o estatuto de ‘Cidade Amiga das Crianças’, através do reconhecimento da UNICEF.
O presidente da junta de Ponte, Sérgio Castro Rocha, apontou a concretização de um projecto que ambicionava há anos.
O autarca explicou que “o terreno já era propriedade da junta, com cerca de 1500 m2, e pretendíamos concretizar algo a pensar em todos: adultos e crianças com mobilidade reduzida”.
Sérgio Castro Rocha sublinhou o apoio do presidente da câmara e frisou as atenções assumidas na área da sustentabilidade ambiental. “Estes equipamentos estão suportados com iluminação produzida por painéis fotovoltaicos, porque as questões ambientais também estiveram sempre presentes, desde a colocação dos ecopontos, equipamento urbano produzido por materiais recicláveis e as plantas que vieram do horto de Ponte”, constatou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho