Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Ponte de Lima: Casal acolhe em casa peregrinos de Santiago... cansados
Pousada de Guimarães aguarda retoma de turistas

Ponte de Lima: Casal acolhe em casa peregrinos de Santiago... cansados

Famalicenses no Mundo são ‘extensão’ da cidade

Ponte de Lima: Casal acolhe em casa peregrinos de Santiago... cansados

Alto Minho

2010-07-25 às 23h00

Lusa Lusa

Um jovem casal de Vitorino de Piães, Ponte de Lima acolhe desde 2004, na sua própria casa, de forma completamente gratuita e voluntária, peregrinos que trilham os Caminhos de Santiago. Mas apenas os que se apresentem cansados.

Um jovem casal de Vitorino de Piães, Ponte de Lima acolhe desde 2004, na sua própria casa, de forma completamente gratuita e voluntária, peregrinos que trilham os Caminhos de Santiago. Mas apenas os que se apresentem cansados.

“Só aceitamos peregrinos cansados. Os que virmos que ainda têm pernas para andar, encaminhámo-los para o albergue de Ponte de Lima, que fica apenas a 15 quilómetros de distância”, disse à Lusa Fernanda Rodrigues.

Carteiro de profissão, 39 anos de idade, Fernanda decidiu escancarar as portas da sua casa aos peregrinos de Santiago, depois de, em 2004, ter sido confrontada, numa freguesia vizinha, com um “desesperado” pedido de ajuda de uma mulher que carregava uma mochila às costas e que apenas queria “um teto”.

Depois de alguma renitência inicial, Fernanda acabou por acolher a peregrina e, a partir daí, a sua casa - onde vive com o marido e a filha de 10 anos - situada mesmo na berma daquele que é considerado o principal caminho português para Santiago, nunca mais deixou de receber peregrinos.

Só em 2009, terão sido perto de mil, oriundos dos vários cantos do mundo. A existência da casa vai passando de boca em boca, mas também através de guias e mesmo de livros.

“Uma peregrina que cá esteve divulgou a experiência na internet, o escritor inglês John Brierley leu, veio-nos conhecer e fez referência à nossa casa num livro que escreveu sobre os Caminhos de Santiago”, conta Fernanda. Alguns dos peregrinos avisam com antecedência para dar conta da sua intenção de pernoitarem naquela casa, enquanto outros aparecem de surpresa, como aconteceu num dia em que Fernanda regressava do trabalho e deparou com uma “filinha” de mochilas à porta de casa.

A família dá cama, mesa e roupa lavada aos peregrinos e não cobra “um único cêntimo” seja a quem for, embora alguns façam questão de deixar donativos para ajudar às despesas. “Os peregrinos comem connosco, dançam connosco, conversam connosco, muitos vão para a nossa horta ajudar a apanhar tomates ou batatas, outros participam nas vindimas. Já cá foram celebradas missas em várias línguas, na cozinha ou no quintal. Enquanto cá estão, fazem parte da família”, refere Fernanda.

A Lusa encontrou naquela casa Heicho e Momo, um casal alemão, recém-casado que decidiu passar a lua de mel nos Caminhos de Santiago. “Quisemos uma coisa completamente diferente e original e estamos a adorar”, confessaram.

A escritora inglesa Tracy Saunders também já pernoitou naquela casa, depois de a “senhoria” a ter encontrado na rua, a comer uma pêra “verde verde” e “com os pés numa lástima”, a perguntar “desesperadamente” pela Fernanda.

A casa tem capacidade para acolher uns seis peregrinos, mas no quintal acaba de “abrir” uma outra casa em madeira, com nove camas, porque a procura não tem parado de aumentar e Fernanda e Jacinto não são de fechar a porta a ninguém.

A ninguém cansado, claro.

***Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho