Correio do Minho

Braga, terça-feira

Piscina de Arentim é lugar de eleição no Verão
Casting para mulheres com “Curvas reais” na Plataforma das Artes e Criatividade

Piscina de Arentim é lugar de eleição no Verão

Famalicão promove mega campanha de adoção de árvores

Braga

2018-07-19 às 06h00

Patrícia Sousa

Desde 1994, a Piscina Municipal de Arentim está de portas abertas e continua a ser o lugar de eleição de muitos locais, como de muitos veraneantes dos concelhos vizinhos de Barcelos e de Vila Nova de Famalicão, e também da Maia e da Trofa.

A Piscina Municipal de Arentim continua a ser o lugar de eleição das férias de Verão para muitos locais, mas também para tantos outros que vêm de concelhos vizinhos como Barcelos e Vila Nova de Famalicão, mas também da Maia e até da Trofa. O ambiente tranquilo e seguro, bem como a zona verde que a envolve são motivos mais que suficientes para, desde 1994, ser a escolhida por jovens, mas também por muitas famílias para ali passarem umas férias tranquilas.
E foi a pensar nos mais novos, mas também nas famílias, que a União de Freguesias de Arentim e Cunha preparou, no passado dia 23 de Junho, o Festival do Vale do Este, onde foi também celebrado o Dia Mundial da Criança.

Motivos para passar o dia nas piscinas de Arentim são, por isso, muitos, mas o ambiente acolhedor e tranquilo são os mais mencionados pelos utentes. É, sem dúvida, um local privilegiado para desfrutar dos dias quentes de Verão e a piscina acaba por ser o ponto de encontro para muitos grupos de amigos durante estas férias.
As piscinas abriram precisamente no passado dia 23 de Junho e vão manter-se abertas ao público até ao final do mês de Agosto. “Se o tempo permitir, as piscinas ficam abertas durante mais 15 dias”, adiantou o presidente daquela união de freguesias, José Afonso.

O equipamento está aberto todos os dias da semana, das 10 às 19 horas, sendo que entre as 12 e as 14 horas não é permitido ir a banhos. A entrada, para um dia, é de 2,20€ para adultos e 1,20€ para crianças.
Por estes dias as piscinas ficam repletas de crianças. “Temos protocolos com várias associações e escolas, não só do nosso município, mas também de outros municípios vizinhos como Barcelos e Vila Nova de Famalicão”, contou José Afonso, lembrando que ainda está a decorrer o programa ‘Férias de Verão’ da Câmara Municipal de Braga, que proprociona um período de férias nas piscinas às crianças de Arentim, Cunha e Ruilhe.
E com estes protocolos, que levam muitas crianças às piscinas de Arentim, essas crianças acabam por levar os pais aos fins-de-semana, tornando-se ‘adeptos’ deste equipamento. Em média, as piscinas têm capacidade para receber 200 a 250 pessoas por dia se o tempo ajudar.
As piscinas contam com dois nadadores-salvadores, um vigilante e o pessoal afecto ao bar.

Qualidade do espaço e da água é bandeira das piscinas de Arentim

Com 24 anos, a Piscina Municipal de Arentim tem sofrido algumas requalificações, mas recentemente foi alvo de uma inter- venção de fundo, num investimento superior a 100 mil euros. José Afonso, presidente da União de Freguesias de Arentim e Cunha, mostra “com orgulho” o resultado dessa intervenção.
A requalificação envolveu os balneários, o telhado, os painéis solares e o bar. Só a sala das máquinas envolveu um investimento, na ordem dos 35 mil euros, o que garante a qualidade da água, cujos parâmetros são permanentemente analisados.

Também Manuela Ferreira, uma das nadadoras-salvadoras afecta às piscinas de Arentim, destacou o ambiente acolhedor e tranquilo deste equipamento. “Vim a primeira vez o ano passado e gostei muito do ambiente e das pessoas”, confidenciou a jovem que vai agora fazer mestrado em Ciências do Desporto.
A experiência, confirmou a nadadora-salvadora, não podia ser melhor, confessando que o mais complicado é mesmo “fazer ver às crianças o que é perigoso”. E a nadadora-salvadora explicou: “as crianças só sabem andar rápido ou muito rápido. Para elas isso é divertirem-se, mas é perigoso e o difícil é elas perceberem isso. Às vezes lá tenho de dar uns castigos e vão para a toalha meia horita. Mas, no geral, portam-se todos muito bem e o facto de se conhecerem todos também ajuda”.

Dora Morais, que estava na companhia das filhas, irmão, cunhada e sobrinhos, veio da Maia para aproveitar “o ambiente” das piscinas de Arentim. “A minha melhor amiga tinha aqui uma casa de campo e vinha passar férias para cá desde muito nova. Sempre gostei deste ambiente e destas piscinas, por isso, continuo a vir a agora até já ‘arrasto’ a família do meu irmão”, contou. E Dora Morais foi mais longe: “gosto de vir ao fim-de-semana de manhã, porque é muito tranquilo e venho às vezes durante a semana. Aqui sinto-me em casa e como já vimos há muitos anos acabamos por conhecer as pessoas”.

Mais à frente, estava Hélder Ferreira, de Nine, Vila Nova de Famalicão, na companhia da filha Ângela e da sobrinha Amélia. Enquanto esperavam pela hora de ir a banhos, os três estavam ‘a pôr a conversa em dia’. “Como não trabalho à tarde aproveitei para vir cá com a minha filha e a minha sobrinha para passarmos o tempo fora de casa”, justificou Hélder Ferreira, referindo que sempre que pode procura “alternativas e ofertas diferentes para passar os dias de férias de Verão”. Apesar de procurar fazer sempre programas diferentes, aquele utente tenciona vir mais vezes às piscinas de Arentim. “Morei cá e assim também venho matar saudades da escola primária que fica mesmo aqui ao lado”. E Hélder estava precisamente a contar à filha e à sobrinha histórias dos tempos de criança por ali passados. “Antigamente era tudo muito diferente, hoje tem muitas mais condições e é agradável”, atirou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.