Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Paulo Brandão deixa direcção artística do Theatro Circo no fim de Junho
Ucrânia: apoio de Portugal a Kiev abaixo da maioria dos aliados

Paulo Brandão deixa direcção artística do Theatro Circo no fim de Junho

Projecto Circular Ecosystems em destaque em Guimarães

Paulo Brandão deixa direcção artística do Theatro Circo no fim de Junho

Braga

2023-06-09 às 16h45

Redacção Redacção

O director artístico do Theatro Circo, Paulo Brandão, vai deixar o cargo, 10 anos depois de o assumir, devendo a substituição ser anunciada antes da ‘rentrée’, anunciou a administração da sala de Braga.

Citação

“Depois de um ciclo longo de mais de uma década, marcado por uma afirmação qualitativa e quantitativa da sua programação cultural, é chegada a hora da renovação da direção artística do Theatro Circo. Esta mudança surge no momento certo para estruturar o novo ciclo que começa com a preparação de Braga 2025 Capital Portuguesa da Cultura e que tem como horizonte a estratégia Braga 2030”, pode ler-se num comunicado assinado pela administradora executiva do Theatro Circo, Cláudia Leite.

Em declarações, Cláudia Leite explicou que Paulo Brandão permanece em funções até ao final do mês e que sai fruto de uma “decisão partilhada”, tendo havido “uma intenção de reestruturação e renovação”.

“É natural nestes lugares haver momentos de renovação e entendemos que seria o momento para o fazer e a altura ideal”, afirmou a administradora executiva, acrescentando que a programação está fechada até ao final do ano, o que vai permitir uma transição "tranquila e serena".

Questionada sobre se vai ser aberto um concurso público ou se vão ser endereçados convites, Cláudia Leite disse que é uma decisão que está em aberto até ao final do mês, estando ainda a ser fechado o perfil da pessoa que deverá suceder a Brandão.

No texto hoje divulgado, a administração da sala municipal agradeceu a Paulo Brandão “a entrega, a qualidade e a irreverência com que pensou, estruturou e executou mais de uma década de programação de reconhecido relevo local, nacional e internacional”.

No mesmo comunicado, a administração do Theatro Circo realçou que a instituição está hoje “mais bem preparada” para enfrentar desafios como: “uma maior integração infraestrutural do sector cultural, um aprofundamento das ligações com as diferentes fibras que compõem o rico tecido cultural da cidade, um retrabalhar das disciplinas artísticas que sobem ao nosso palco e a procura da inovação na relação com a comunidade e na mediação de públicos”.

O ciclo de 10 anos na direcção artística do Theatro Circo foi o segundo momento de Brandão à frente do espaço bracarense, depois de um período entre 2006 e 2010.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho