Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Parlamento Europeu dá luz verde ao 'InvestEU'
XVI Festa das Camélias atraiu milhares de pessoas em Celorico de Basto

Parlamento Europeu dá luz verde ao 'InvestEU'

Cimeira IPVC mostra oferta formativa e empresas captam talentos

Nacional

2019-01-17 às 06h00

Redacção

Parlamento Europeu aprovou a proposta de José Manuel Fernandes para a criação do programa ‘InvestEU’, que vai mobilizar 700 mil milhões de euros.

O Parlamento Europeu aprovou ontem, em sessão plenária em Estrasburgo, a proposta assumida pelo eurodeputado do PSD José Manuel Fernandes para a criação do programa ‘InvestEU’, que vai mobilizar 700 mil milhões de euros em investimentos públicos e privados na União Europeia no período 2021 a 2027.
“O InvestEU vai ser fundamental para o crescimento económico, a criação de emprego, o empreendedorismo e o reforço da coesão da UE”, sustentou em plenário o correlator José Manuel Fernandes, que em nome do Parlamento Europeu vai negociar com o Conselho a viabilização do novo programa.

Desenhado para substituir o actual ‘Plano Juncker’ após 2020, o InvestEU vai integrar todos os instrumentos financeiros da UE, o que – no entender de José Manuel Fernandes – assegurará “simplificação e melhor coordenação” na gestão dos recursos disponíveis.
“Este novo instrumento não pode ser negligenciado pelo Governo como foi o Plano Juncker. Isto é uma oportunidade que não pode ser desperdiçada. O Governo tem a obrigação de garantir que Portugal aproveita ao máximo as oportunidades deste instrumento financeiro”, diz José Manuel Fernandes, citado numa nota à imprensa.

O InvestEU apresenta-se estruturado em quatro vertentes estratégicas de investimento: infraestruturas sustentáveis; investi- gação, inovação e digitalização; pequenas e médias empresas; investimento social e competências.
José Manuel Fernandes sustenta que, “desta forma, permite-se o reforço da competitividade da economia da UE, mais crescimento económico, melhor qualidade de vida dos cidadãos europeus”.
O eurodeputado do PSD faz ainda questão de salientar o empenho do seu grupo político no Parlamento Europeu, o Partido Popular Europeu, no processo de viabilização deste novo fundo, comprovando mais uma vez que “continua a ser o grande impulsionador de programas que contribuem para o investimento público e privado na UE”.

A coesão social e territorial surge como uma prioridade reiterada por José Manuel Fernandes. O eurodeputado português sublinha que o InvestEU deve ser “proactivo e contribuir para o equilíbrio geográfico e o financiamento de pequenos projectos”.
Proposto pela Comissão Europeia inicialmente para mobilizar um total de 650 mil milhões em investimentos de 2021 a 2027, o InvestEU viu o Parlamento reforçar as garantias bancárias de forma a aumentar a capacidade do programa para a mobilização de 700 mil milhões de euros em investimentos, conforme aponta o relatório conjunto dos eurodeputados José Manuel Fernandes, pela Comissão dos Orçamentos, e Roberto Gualtieri, pela Comissão dos Assuntos Económicos.

Para que isso aconteça, a garantia a ser disponibilizada pelo orçamento da UE, que era inicialmente prevista de 38 mil milhões de euros, foi reforçada para 40,8 mil milhões de euros (a preços correntes).
O relatório das comissões parlamentares dos Orçamentos e dos Assuntos Económicos sobre a proposta de regulamento que cria o programa InvestEU foi aprovado ontem, na sessão plenária em Estrasburgo, com 517 votos a favor, 90 votos contra e 25 abstenções.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.