Correio do Minho

Braga,

- +
Orçamento para 2024 é de 124 milhões
EB1 da Gandra espera por requalificação

Orçamento para 2024 é de 124 milhões

AF Braga: A um pequeno passo da grande final!

Orçamento para 2024  é de 124 milhões

Cávado

2023-12-04 às 06h00

Redacção Redacção

O maior orçamento de sempre, com um montante a rondar os 124 milhões de euros, vai ser gerido pelo município de Barcelos no próximo ano.

Citação

A Câmara Municipal de Barcelos vai gerir o seu maior orçamento de sempre, com um montante a rondar os 124 milhões de euros, o que significa um aumento de 27 milhões em relação ao ano de 2023, valores que constam do documento previsional aprovado em reunião do executivo camarário.
Do montante global do Orçamento, a receita corrente estimada é de perto de 86 milhões, enquanto a receita de capital destinada ao investimento em obras públicas será de 38 milhões de euros. Quanto às rubricas de despesa, a despesa corrente assume o valor de aproximadamente 84,5 milhões, cifra que já reflecte os 18 milhões de euros relativos à indemnização decorrente do acordo extrajudicial a pagar à empresa Águas de Barcelos. Relativamente à despesa de capital (investimento), o seu valor anda muito perto dos 39,5 milhões de euros.
Estes números globais do Orçamento para o próximo ano indiciam uma poupança corrente de perto de 1,5 milhões de euros, valor que será afecto ao investimento público.
Segundo o presidente da câmara, Mário Constantino, “as opções inscritas no Orçamento para 2024 visam cumprir o compromisso assumido com os barcelenses, apresentado no programa eleitoral da Coligação Barcelos Mais Futuro”. O autarca sublinha a estabilidade política que tem permitido a concretização dos objectivos e salienta: “mantemos o propósito de cumprir a estratégia de desenvolvimento do concelho, apostando na capacidade de atractividade de investimento, dinamização económica, turismo, planeamento urbanístico e mobilidade”. A esses pilares, Mário Constantino acrescenta as “políticas de Educação, Cultura, Juventude, Desporto e Lazer”, a que se soma a Mobilidade e acções de protecção e sensibilização ambientais.
O presidente realça ainda o “alcance das políticas de coesão e apoios sociais”, bem como as “medidas de dinamização e apoio associativo”.
No caso da relação com as autarquias locais, o edil dá ênfase à “estreita colaboração que a câmara mantém com as juntas de freguesia, cujos frutos são bem evidentes, tanto nas transferências de verbas, como na materialização de obras fundamentais para a melhoria da qualidade de vida das populações”.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho